sexta-feira, 5 de maio de 2017

BAVARIA PREMIUM

Diagnóstico

Esta Pale Lager paulista tem espuma pequena, aerada e branca, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo. Aroma: moderado malte, pão branco e leve levedura. Sabores inicial e final: leve dulçor; curta duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Refrescante, ligeiramente acima da média comercial brasileira. O dulçor maltado não evita que a mesma seja caracterizada como pão líquido. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Shaker.

Nota: 4 skol ou 2.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/bavaria-premium-brazil/770/

quinta-feira, 4 de maio de 2017

DEL DUCATO NEW MORNING - II

Descrição comercial

Dedicada à beleza da manhã de uma nova primavera com os primeiros raios de sol aquecendo as flores desabrochando. A Nuova Mattina se apresenta no copo com cor laranja enevoada e perfume reminiscente de flores do campo. Uma Ale complexa, intrigante, voluptuosa e que mata a sede, um hino esperançoso ao dia que vem em frente. Feita com gengibre, coentro, pimentão verde e camomila. Ingredientes: água, cevada maltada, trigo maltado, centeio maltado, trigo, aveia, lúpulo e condimentos.

Diagnóstico

Esta Saison italiana, já resenhada neste beerlog em maio de 2014 (http://dr-beer.blogspot.com/2014/05/del-ducato-new-morning.html), tem espuma volumosa, com bolhas e branca, de longevidade bem reduzida. Excelente formação de colarinho. Corpo opaco, denso e amarelo-escuro. Aroma: lúpulo moderado, flores, cítrico de laranja, maçã, pêssego, coentro, gengibre, cravo e pimenta branca. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor, suave acidez e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura seca, forte carbonatação e final metálico, condimentado e suavemente adstringente. Dulçor frutado (pessego). Sabor condimentado, apimentado. Dulçor lembra também camomila. Bem diferenciada. Leve amargor lupulado (variantes nobres) lembra casca de frutas. Interessantíssima interpretação italiana deste estilo belga. Caráter bem leve de malte no paladar, sendo sobrepujado pelas outras características. A levíssima acidez final surge com maestria, equilibrando as outras características no paladar. Excelente cerveja. O final pinica a língua. A acidez remete à maçãs e ameixas frescas. O equilíbrio tende a um caráter frutado e condimentado de lúpulo, sem que amargor ou azedume se sobreponham à tais sabores. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 15 através do site wbeer.com.br.

Nota: 150 skol ou 3.9/5.0

quarta-feira, 3 de maio de 2017

POLAR EXPORT - II

Diagnóstico

Esta Pilsener gaúcha, já analisada neste beerlog em janeiro de 2012 (http://dr-beer.blogspot.com.br/2012/01/polar-export.html), tem espuma volumosa, aerada e branca, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo. Aroma: leves lúpulo e levedura, com lembrança de massa de pão. Sabores inicial e final; leve dulçor; curta duração. Paladar: corpo leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Pão liquido, na média comercial brasileira. Nenhum diferencial: "cerveja de churrasco". Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener.

Nota: 2,5 skol ou 1.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/polar-export/774/

terça-feira, 2 de maio de 2017

PROIBIDA PURO MALTE LEVE

Descrição comercial

Produzida com o mais puro malte para assegurar a qualidade de seu sabor, ela é incrivelmente leve e refrescante. A novidade chega aos pontos de venda de todo o Brasil em janeiro com um sofisticado rótulo prateado que facilita sua identificação dentro da família de cervejas Proibida Puro Malte. O paladar mais suave é obtido graças à utilização de malte selecionado de excelente qualidade e de um processo de lupulagem diferenciado. Estas características, somadas a sua carbonatação normal, proporcionam uma grande sensação de frescor. Junte com menor teor alcoólico, de 4,3º, e o resultado é a cerveja mais indicada para os dias quentes do verão.

Diagnóstico

Esta Pale Lager cearense tem espuma média, aerada e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo borbulhante, claro, ralo e amarelo. Aroma: malte pesado e massa de pão. Sabores inicial e final: leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Bem leve, mas saborosa, sente-se bem a presença do malte, acima da média comercial brasileira, metalizado excessivo aparece como defeito. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Shaker.

Nota: 6 skol ou 2.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/proibida-puro-malte-leve/508565/65483/

sexta-feira, 28 de abril de 2017

BARCO ÇA VA

Diagnóstico

Esta Saison gaúcha tem espuma volumosa, borbulhante e branca, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo-escuro. Aroma: malte moderado, leve lúpulo, moderada levedura, maçã e cravo. Sabor inicial: leves acidez e dulçor. Sabor final: leve dulçor permeado por notas salgadas; curta duração. Paladar: corpo médio-leve, textura seca, forte carbonatação e final levemente adstringente. Condimentada, temperada (lembra coentro). Tradicional dulçor campestre de maçã presente por todo o gole. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 16 no Superpão, em União da Vitória-PR. Copo recomendado: Tulip.

Nota: 80 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/barco-ca-va/319881/65483/