sexta-feira, 22 de setembro de 2017

THEREZÓPOLIS COPPER

Descrição comercial

Esta é uma cerveja de personalidade. Possui corpo médio, amargor aveludado e aroma cítrico e fresco, altamente saboroso e marcante. É o equilíbrio perfeito entre o puro sabor dos maltes especiais de cevada e a refrescância dos lúpulos americanos. O lançamento do novo rótulo da Therezópolis, Copper, ocorreu no Mondial de La Bière 2015, no Rio de Janeiro.

Diagnóstico

Esta American Pale Ale carioca tem espuma imensa, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor âmbar-clara. Aroma: malte moderado, caramelo, leve lúpulo, metálico e pinho. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor bem maltado, com resquícios de caramelo e pinho. Cerveja agradável, de boa drinkability, sem defeitos. O amargor final lembra mais IPA que APA. Ao contrário do que o BJCP sugere, a presença de malte chega a “distrair”, quase sobrepujando o lúpulo. Um quesito que encaixou nas diretrizes foi o de que o sabor e amagor de lúpulo dura até o final, mas o aftertaste deve geralmente ser limpo e não agressivo. Copos recomendados: Lager Glass, Shaker e Tulip.

Nota: 35 skol ou 2.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/therezopolis-copper/387291/65483/

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

VOLCANICA SOFT BEER

Diagnóstico

Esta Golden/Blond Ale uruguaia tem espuma imensa, rochosa, com bolhas e branca, de persistente longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo turvo, amarelo-claro e de média densidade. Aroma: laranja, leve levedura, massa de pão e abacaxi. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Sabor adocicado,lembra laranja, refrescante, ótima drinkability. Copos recomendados: English Pint e Shaker. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 23 no Chocobeer, em Videira-SC.

Nota: 60 skol ou 2.9/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/volcanica-soft-beer/544909/65483/

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

VOLCANICA DUBBEL

Diagnóstico

Esta Dubbel uruguaia tem espuma pequena, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, marrom-avermelhado e de média densidade. Aroma: malte moderado, caramelo, uva-passa, ameixa-seca e amadeirado. Sabor inicial: moderado dulçor e leve acidez. Sabor final: leve dulçor e moderada acidez; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura oleosa, forte carbonatação e final moderadamente adstringente. Dulçor maltado e de frutas secas, sabor bem parecido com a Volcanica Belgian Dark Ale. Acidez lembra ameixa fresca. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 23 no Chocobeer, em Videira-SC. Copos recomendados: Trappist Glass e Tulip.

Nota: 90 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/volcanica-dubbel/404227/65483/

terça-feira, 19 de setembro de 2017

VOLCANICA DARK BELGIAN ALE

Descrição comercial

Caracterizada por sua cor escura devido ao agradável toque caramelizado. Distingue-se por seu caráter forte, com alto teor alcoólico.

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale uruguaia tem espuma pequena, aerada e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo opaco, marrom-avermelhado escuro e de média densidade. Aroma: malte moderado, caramelo, uva-passa, ameixa e álcool. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e leves acidez e amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura oleosa, forte carbonatação e final metálico e levemente adstringente. Dulçor maltado e com presenças de frutas secas. Presença amadeirada no amargor. Leve acidez de frutas vermelhas complementa esta interessante e surpreendente cerveja. Próxima ao padrão belga. Mascara bem o álcool. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 23 no Chocobeer, em Videira-SC. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 160 skol ou 3.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/volcanica-belgian-dark-ale/544748/65483/

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

LEOPOLDINA WITBIER

Descrição comercial

A Leopoldina Witbier é uma combinação leve e refrescante. Tradicionalmente produzida na Bélgica e na Holanda, a witbier - significa “cerveja branca”, devido às proteínas do trigo e ao fermento que a deixam com uma coloração dourado claro de aspecto turvo – é a descendente direta das cervejas medievais, armazenadas antigamente com temperos cítricos. Produzida com um delicada seleção de maltes de trigo, a Leopoldina Witbier possui um toque adocicado e cítrico, provenientes do limão siciliano e do coentro, que criam uma harmonia indiscutível. Uma bebida agradável e que proporciona combinações com diferentes pratos.

Diagnóstico

Esta Witbier gaúcha em espuma volumosa, cremosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, de média densidade e cor amarelo-pálida. Aroma: levedura moderada, limão e cravo. Sabor inicial e final: leve amargor (lembra casca de limão, leve acidez e leve dulçor (lembra baunilha). Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente adstringente. Garrafa de 500ml compartilhada pelo primo Denis Kuhn e degustada em União da Vitória-PR. Copos recomendados: Weizen e Tumbler.

Nota: 20 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/leopoldina-witbier/479850/65483/

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

HEMMER ANGELA WITBIER

Descrição comercial

Cerveja de trigo com laranja e coentro tipo witbier. Angela luef, neta do fundador Heinrich Hemmer, era incansável ao trabalho, de uma delicadeza refinada e paladar apurado, sabiamente absorbeu os ensinamentos de seus antepassados e conduziu a Hemmer a excelência em qualidade e sabor. Essa complexa e aromática Witbier, exalta o enigmático mundo dos temperos.

Diagnóstico

Esta Witbier catarinense tem espuma volumosa, branca, cremosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo turvo, denso e amarelo-escuro. Aroma: limão (artificial, lembrando sprite), levedura moderada e coentro. Sabor inicial: moderado dulçor e leve acidez. Sabor final: leves acidez e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final levemente adstringente. O sabor, assim como o aroma, lembra também soda limonada, com presença artificial. Falta limão e baunilha no paladar, mas lembra leve coentro. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC. Copo recomendado: Weizen.

Nota: 8 skol ou 2.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-witbier-angela/542923/65483/

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

HEMMER BLUMENAU IPA

Descrição comercial

Cerveja forte tipo India Pale Ale. Em 2 de setembro de 1850, o filósofo e farmacêutico alemão Hermann Bruno Otto Blumenau, desembarca no local que futuramente se tornaria a cidade que leva seu nome; Blumenau. Essa germânica, brasileira e catarinense cidade de pessoas tão alegres e vibrantes, é a cidade de fundação e sede da Hemmer. Com essa cerveja forte e harmônica agradecemos a seus habitantes por esses mais de 100 anos de convivência e cumplicidade. India Pale Ale com lúpulos americanos, aromas cítricos e amargor pronunciado. Graduação Alcoólica: 6% Amargor: 55 IBU Temperatura: 8º a 12ºC

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem espuma média, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor amarelo-escura. Aroma: caramelo, lúpulo moderado, pinho e uva-passa. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor caramelado, caráter pinho, amadeirado, uma das IPAs mais doces que já provei, sabor lembra também frutas secas (uva passa). Copos recomendados: Shaker e Tulip. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC.

Nota: 80 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-blumenau-ipa/542922/65483/

terça-feira, 12 de setembro de 2017

HEMMER EMMA WEIZEN

Descrição comercial

Cerveja de trigo extra tipo weizen. Emma Hemmer, esposa de Heinrich Conrad Otto Hemmer, filho do fundador, fica viúva muito jovem, supera todas as adversidades e conduz os filhos a construir a base e os valores da Hemmer de hoje. Nada mais simbólico que o trigo, o alimento da humanidade para representar a fibra e a perseverança desta mulher.

Diagnóstico

Esta German Hefeweizen tem espuma volumosa, cremosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo turvo, denso e amarelo-escuro. Aroma: levedura moderada, massa de pão, banana e baunilha. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e acidez; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final levemente adstringente. Dulçor de banana, com fundo de massa de pão. Estranho final adstringente.  Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC. Copo recomendado: Weizen.

Nota: 25 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-emma-weizen/542921/65483/

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

HEMMER 100 ANOS LAGER EXTRA

Descrição comercial

Cerveja forte puro malte tipo pilsen. A Quinta geração da família comemora os 100 anos da Companhia Hemmer, tradicional indústria de alimentos que iniciou suas atividades em 1915. Para esta data tão emblemática, escolhemos essa Lager Extra prepara com ingredientes cuidadosamente selecionados. O resultado foi uma cerveja forte, aromática e de sabor extremamente marcante.

Diagnóstico

Esta Premium American Lager catarinense tem espuma pequena, cremosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo denso, turvo e âmbar-claro. Aroma: malte moderado, pão escuro, cereais e caramelo. Sabor inicial: moderado dulçor (malte e chocolate). Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-cheio, forte carbonatação, textura oleosa e final metálico. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC. Copo recomendado: caldereta.

Nota: 70 skol ou 3.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/Ratings/Beer/Beer-Ratings.asp?BeerID=542731

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

HEMMER 1915 PILSEN

Descrição comercial

Cerveja puro malte tipo pilsen. Esse puro malte é uma homenagem ao ano de 1915, onde o imigrante alemão Heinrich Hemmer, iniciava uma indústria artesanal na localidade do Badenfurt em Blumenau, Santa Catarina. Esse foi o embrião da Companhia Hemmer, hoje umas das mais tradicionais indústrias alimentícias do Brasil.

Diagnóstico

Esta Pilsener catarinense tem espuma volumosa, borbulhante, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, de média densidade e cor amarelo-escuro. Aroma: leve levedura, massa de pão. Sabor inicial: leve dulçor (maltado). Sabor final: leve dulçor e suave amargor; curta duração. Sabor agradável, com boa drinkability. Bom custo-benefício. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 11 no Superviza, em Videira-SC. Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener.

Nota: 10 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-1915-pilsen/542715/65483/

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

OPA BIER SGA

Descrição comercial

A sigla SGA é o cartão de visitas da Strong Golden Ale Opa Bier. O simpático capeta como símbolo reforça o quão diabólica se torna essa fórmula que parece muito mais suave ao paladar do que os 9% de teor alcoólico representam. Uma cerveja que tem como principais características a cor levemente dourada, aroma frutado e marcante, com amargor pouco pronunciado e boa presença e percepção de álcool.

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale catarinense tem espuma esbranquiçada, volumosa e com bolhas, de longevidade bem reduzida. Boa formação de colarinho. Corpo amarelo-escuro, translúcido e de média densidade. Aroma: abacaxi, levedura moderada, cravo - condimentado. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Sabor condimentado. Dulçor de laranja. Saborosa, bem feita, acima do padrão anterior da cervejaria. Paladar: corpo médio-leve, forte carbonatação, textura aguada e final metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 13 no Superviza, em Videira-SC. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 80 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/opa-bier-sga/542641/65483/

terça-feira, 5 de setembro de 2017

OPA BIER IMPERIAL IPA

Descrição comercial

Segundo lendas cervejeiras, o estilo IPA foi criado pelos ingleses para suportar longas viagens entre a Inglaterra e a Índia. Para resistir a travessia, a cerveja recebeu uma dose extra de lúpulo, que possui atividade antioxidante e um percentual mais alto de álcool, que conferiram maior durabilidade à cerveja. A Imperial Ipa Opa Bier é a versão mais potente dos estilos IPA.

Diagnóstico

Esta Imperial IPA catarinense tem espuma imensa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo amarelo-escuro, claro e de média densidade. Aroma: laranja, lúpulo moderado, metálico e pinho. Agradável dulçor de laranja. Lembrança de pinho no paladar. Esconde o álcool. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Pesado amargor, com carbonic bite. Copos recomendados: Shaker e Snifter. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 13 no Superviza, em Videira-SC.

Nota: 65 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/opa-bier-imperial-ipa/542577/65483/

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

OPA BIER 10 ANOS EDIÇÃO ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO

Descrição comercial

Em comemoração aos seus 10 anos de fundação, a Opa Bier lança esse clássico estilo Belga. Maturada em barris de Whiskey, possui coloração dourada e aroma amadeirado com notas de caramelo e amêndoas torradas. Seu sabor destaca notas de especiaria, lúpulo e uma alegre doçura alcoólica.

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale catarinense tem espuma média, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, denso e âmbar-escuro. Aroma: laranja, levedura moderada e álcool. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final moderamente alcoólico. Sabor parecido com o da Opa SGA (uma das próximas cervejas a serem resenhadas neste beerlog), mas mais alcoólica devido à maturação em barril de whiskey. Dulçor de laranja. Amargor residual de casca de laranja. O final alcoólico remete a ardência e ao dulçor do whisky. Muito bem feita. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 13 no Superviza, em Videira-SC.

Nota: 120 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/opa-bier-10-anos-edio-especial-de-aniversrio/542569/65483/

terça-feira, 29 de agosto de 2017

YLLHS YELLOWHOPS PURO MALTE

Diagnóstico

Esta Premium Lager paranaense tem espuma média, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e amarelo. Aroma: lúpulo moderado, cítrico de grapefruit e massa de pão. Sabor inicial: leves dulçor e amargor. Sabor final: leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico. Amargor herbal e frutado. Maravilhosa surpresa. Altíssimo custo beneficio. Saborosa e altíssima drinkability. Dulçor levemente maltado. Lata de 350ml adquirida por  R$ 3.2 na Valdir Bebidas, em União da Vitória. Copo recomendado: Lager Glass.

Nota: 25 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/yllhs-yellowhops-puro-malte/536853/65483/

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

UNIKA WEST COAST IPA



Descrição comercial

Atual leitura das lupuladas cervejas inglesas. Inspirada nos estilos da costa oeste americana. Clara, com aroma e sabor de frutas tropicais. Amarga e saborosa.

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem corpo claro, denso e amarelo-escuro. Aroma: maracujá, laranja, pêssego e lúpulo moderado, com caráter de frutas tropicais. Sabor inicial: leves amargor e dulçor, comm presença de maracujá e pêssego. Parece ter sido utilizado o mesmo lúpulo (ou lúpulos) das IPA da Linden e Big John, dada a semelhança de sabores. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor. Paladar: forte carbonatação, textura aguada, corpo médio-leve e final metálico. Agradável, com boa drinkability. Equilibrada. Chopp de 300ml degustado no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: Shaker e Tulip. 

Nota: 90 skol ou 3.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/unika-ipa-west-coast/534057/65483/

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

LINDEN IPA

Descrição comercial
Lançada em 2016, é a primeira IPA da marca. Sua aparência é cor de mel e turva. O sabor mistura notas de resina, eucalipto, hortelã, abacaxi e maracujá. Já o aroma remete a eucalipto, pinus, abacaxi, pêssego, maracujá e caramelo.

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem espuma pequena, com bolhas e branca. Corpo claro, amarelo-escuro e de média densidade. Aroma: maracujá, lúpulo moderado, caramelo e pêssego. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. O caráter de lúpulo se inclui na categoria de frutas tropicais. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Bem feita, agradável e de boa drinkability. Copos recomendados: Shaker e Tulip.

Nota: 80 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/linden-ipa/534054/65483/

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

LINDEN DUX BOCK

Descrição comercial

Cerveja sazonal de inverno, utilizando candy sugar belga e levedura de mosteiro.

Diagnóstico

Esta Doppelbock catarinense tem espuma pequena, com bolhas e marrom-clara. O corpo é âmbar-escuro, translúcido e de média densidade. Aroma: caramelo, chocolate meio amargo, madeira e resina. Sabor inicial: leve dulçor. Sabor final: moderados amargor e dulçor. Paladar: textura  oleosa, corpo médio, forte carbonatação e final moderadamente alcoólico. Sabor químico. Copos recomendados: Dimpled Mug, Stein e Stem Glass. Chopp de 200ml adquirido por R$ 9 no 1º Winterbierfest.

Nota: 15 skol ou 2.9/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/linden-dux-bock/534053/65483/

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

LINDEN KRAMPUS STRONG GOLDEN ALE

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale catarinense tem espuma pequena, aerada e branca, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Aroma: maçã, leve malte, canela. Sabor inicial: moderado dulçor, lembrando maçã. Sabor final: moderado dulçor e suave acidez. Parece a SGA da Eisenbahn. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico e moderadamente alcoólico. Chopp de 300ml degustado no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 90 skol ou 3.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/linden-krampus-strong-golden-ale/534052/65483/

terça-feira, 15 de agosto de 2017

BABEL SUMMER STOUT

Descrição comercial

Medalha de Prata - Concurso Brasileiro de Cervejas 2017 - Melhor Irish Stout produzida no Brasil Coloração preta com reflexos de cor rubi. Espuma bege cremosa. Sabor que lembra café e chocolate meio-amargo. Amargor médio. Ligeiramente cremosa. Uma cerveja refrescante que veio para acabar de vez com a idéia de que cerveja escura não combina com verão.

Diagnóstico

Corpo preto, denso e opaco. Esta Stout gaúcha tem aroma de café, chocolate meio amargo e malte tostado. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Paladar: textura aguada, corpo médio-leve, forte carbonatação e final metálico. Bem feita, sem falhas. Chopp de 200ml adquirido por cerca de R$ 9 no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: English Pint, Shaker e Snifter.

Nota: 55 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/babel-summer-stout/533840/65483/

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

BABEL CORNUCÓPIA SAISON


Descrição comercial

Saison com pimenta jamaica.

Diagnóstico

Esta Saison gaúcha tem espuma pequena, branca e com bolhas. O corpo é laranja, claro e denso. O aroma tem coentro, laranja, massa de pão, mel e cravo. Sabor inicial: moderado dulçor e leves acidez e amargor. Sabor final: moderado dulçor e leve acidez. Dulçor de banana e laranja. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico e levemente alcoólico. Chopp de 300ml adquirido por cerca de R$ 12 no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copo recomendado: Tulip.

Nota: 60 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/babel-cornucopia-saison/533831/65483/

terça-feira, 8 de agosto de 2017

BLUMENAU CATHARINA SOUR - SUN OF A PEACH

Descrição comercial

Catarinenses de coração, resolvemos homenagear a riqueza do nosso estado com uma cerveja que traz no nome um estilo único, a lembrança do nosso verão que tanto atrai os turistas e o sabor do pêssego. A Catharina Sour – Sun of a Peach é uma soma de tudo o que o nosso estado tem de melhor! Uma cerveja levemente ácida e refrescante. Aroma com um perfume delicado de pêssego. Copo: Copo Catharina Sour Harmonização: Saladas, Frutos do Mar Queijo Brie e Petiscos. Premiação: 2016 Prata – Australian Int’l Beer Awards

Diagnóstico

Esta Sour/Wild Ale catarinense tem espuma pequena, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo amarelo, turvo e denso. Aroma: pêssego, vinagre e massa de pão. Sabor inicial: moderada acidez e suave dulçor (pêssego). Sabor final: suave dulçor e leve acidez. O sabor lembra Keep Cooler. Boa drinkability. Paladar: textura aguada, corpo leve, forte carbonatação e final moderadamente adstringente. Chopp de 300ml adquirido por cerca de R$ 10 no Winterbierfest, em Treze Tílias-SC.

Nota: 35 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/blumenau-catharina-sour--sun-of-a-peach/533827/65483/

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

BLUMENAU 1850 BARLEY WINE

Descrição comercial

Blumenau foi fundada em 1850. Mais de 165 anos depois, a Cerveja Blumenau homenageia a cidade com uma Barleywine marcante. Dos maltes especiais à receita exclusiva, é uma cerveja que foi criada para ser inesquecível. Assim como um passeio por uma das mais belas cidades do país! Uma cerveja de cor marrom, com toques de cacau e chocolate presentes no aroma. Um sabor de maltes tostados, com notas de chocolate amargo e um leve aquecimento do alcóol. Corpo médio alto e um final longo e agradável. Copo: Taça de conhaque Harmonização: Comidas Gordurosas, Carnes Assadas, Queijos Amarelos, Sobremesas

Diagnóstico

Esta Barley Wine catarinense tem espuma pequena, com bolhas e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Corpo marrom-avermelhado, denso e translúcido. Aroma: frutas secas, malte moderado, ameixa e vinho do Porto. Sabor inicial: moderado dulçor (frutas secas e Porto). Sabor final: moderado dulçor e amargor leve. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final moderadamente alcoólico. Cerveja de alta qualidade, bem acima de outros exemplares nacionais que já provei, inclusive de padrão internacional. Saborosa. Acidez de ameixa fresca. Copo recomendado: Snifter. 

Nota: 120 skol ou 3.9/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/blumenau-1850-barley-wine/533825/65483/

sexta-feira, 28 de julho de 2017

BLUMENAU DOUBLE CAPIVARA IPA

Diagnóstico

Esta Double IPA catarinense tem espuma branca, pequena e com bolhas, de reduzida longevidade. Corpo amarelo-escuro, translúcido e ralo. Aroma: maracujá, lúpulo moderado, caramelo e laranja. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; longa duração. Paladar: forte carbonatação, corpo médio-leve, textura aguada e final metálico. Sabor de maracujá, laranja, anis. Copos recomendados: Shaker e Snifter.

Nota: 80 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/user/65483/beer-ratings/

quinta-feira, 27 de julho de 2017

UNIKA TRIPEL

Diagnóstico

Esta Abbey Tripel catarinense, de Rancho Queimado, tem espuma pequena, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Corpo amarelo-escuro, opaco e denso. Aroma: álcool, laranja, massa de pão e coentro. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura seca, forte carbonatação e final metálico. Faltou complexidade para esta interpretação brasileira de um clássico estilo belga de cerveja. Chopp compartilhado pelo amigo Vinicius Arconti durante o 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: Trappist Glass e Tulip.

Nota: 50 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/unika-tripel/533819/65483/

quarta-feira, 26 de julho de 2017

BIG JOHN VIENNA LAGER TYROLEAN HAT

Diagnóstico

Esta Amber Lager/Vienna catarinense tem espuma esbranquiçada, volumosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Seu corpo é âmbar-escuro e translúcido. Excelente formação de colarinho. Aroma: malte moderado, caramelo e leve lúpulo. Sabor inicial: leves dulçor e amargor. Sabor final: leves dulçor e amargor; curta duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Leve sabor de malte tostado. O chopp de 200ml foi adquirido por cerca de R$ 8 no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Shaker.

Nota: 7 skol ou 2.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-vienna-lager-tyrolean-hat/533839/65483/

terça-feira, 25 de julho de 2017

BIG JOHN TOP HAT WEISSBIER

Diagnóstico

Esta German Hefeweizen catarinense tem espuma turva, densa e amarela-escura. Aroma: banana, levedura moderada, massa de pão e cravo. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e suave acidez. Paladar: forte carbonatação, textura aguada, corpo médio-leve e final levemente adstringente. Sabor tradicional. Chopp de cerca de 200ml cedido por Cristian Cardoso, beer sommelier da cervejaria Big John, de Descanso-SC. Copo recomendado: Weizen.

Nota: 25 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-top-hat-weissbier/533810/65483/

quinta-feira, 20 de julho de 2017

BIG JOHN NEW ENGLAND IPA TRICORN HAT

Diagnóstico

Esta New England IPA de Descanso-SC, feita com 4 lúpulos americanos e um alemão, tem corpo ocre, opaco e denso. Espuma branca, pequena e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Aroma: a mais forte presença de maracujá que já farejei em uma cerveja, pêssego, laranja e leve lúpulo. Sabor inicial: moderado dulçor (lembrando maracujá e pêssego) e leve amargor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Caráter de lúpulo traz pinho e frutas tropicais. Indiscutivelmente uma das melhores IPAs brasileiras. 

Nota: 110 skol ou 4.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-new-england-ipa-tricorn-hat/533809/65483/

quarta-feira, 19 de julho de 2017

BIG JOHN BASEBALL CAP AMERICAN IPA

Diagnóstico

Esta American IPA catarinense tem corpo âmbar-claro, ralo e transparente. A espuma é branca, média e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Aroma: maracujá, caramelo, laranja e lúpulo moderado. Sabor inicial: moderado amargor e leve dulçor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; longa duração. Paladar: forte carbonatação, corpo médio-leve, textura aguada/oleosa e final metálico. Copos recomendados: Shaker e Tulip. Chopp de 200ml cedido para análise pelo beer sommelier da cervejaria Big John, Cristian Cardoso, durante o 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC.

Nota: 65 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-american-ipa-baseball-cap/533805/65483/

terça-feira, 18 de julho de 2017

BIG JOHN BEARSKIN BELGIAN DUBBEL

Diagnóstico

Esta Abbey Dubbel catarinense tem corpo marrom-escuro, translúcido e de média densidade. Aromoa: malte moderado, melado, cana de açúcar, caramelo, cereja e leve lúpulo. Sabor inicial: leve dulçor e amargor, com suave acidez; longa duração. Sabor de amandita no final. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente alcoólico. Diferente interpretação do estilo. Chopp de 200ml cedido pelo amigo e beer sommelier Cristian Cardoso no 1o Winterbierfestival, em Treze Tílias-SC.

Nota: 40 skol ou 2.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-belgian-dubbel-bearskin/533796/65483/

quarta-feira, 12 de julho de 2017

ASTRID VERÃO

Diagnóstico

Esta Pale Lager de Rio das Antas-SC, produzido pelo mestre-cervejeiro e amigo Edison Luiz Otto, tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e amarelo-pálido. Aroma: lúpulo moderado (nobre), limão siciliano, levedura moderada, massa de pão e queijo. Sabor inicial: leve acidez. Sabor final: suave dulçor e moderada acidez; curta duração. Paladar: corpo leve, textura seca, forte carbonatação e final metálico e levemente adstringente. Muito refrescante, com alta drinkability. Inicio lembra água tônica. Sabor de lúpulo nobre aparece do meio ao final do gole, equilibrando a adstringência e dando grande caráter a esta surpreendente cerveja, que foi inicialmente criada como uma alternativa refrescante para o verão. Interessante dulçor floral. Em minha opinião, interessante mistura de witbier com pale lager. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 10 na cervejaria Astrid.

Nota: 35 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/astrid-verao/527761/65483/

segunda-feira, 10 de julho de 2017

ASTRID KURBIS

Diagnóstico

Esta Specialty Beer de Rio das Antas-SC, produzida pelo amigo e mestre-cervejeiro Edison Luiz Otto, tem espuma média, com bolhas e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, denso e âmbar-escuro. Aroma: malte moderado, gengibre, cravo e abóbora (outros ingredientes acrescentados, de acordo com Otto, foram pimenta da jamaica e anis, os quais não consegui farejar). Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor maltado e lembrando fortemente abóbora, bem como mel. A adição de gengibre lentamente sobrepuja as características anteriores. O conjunto é magistralmente harmonizado por uma leve onda de amargor no final do gole. Belíssima composição. A garrafa de 500ml foi adquirida por R$ 15 na cervejaria Astrid.

Nota: 110 skol ou 3.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/astrid-kurbis/527756/65483/

quinta-feira, 6 de julho de 2017

BIRRA BAGGIO PALE ALE

Descrição comercial

A Baggio é uma familia de origem italiana, que trouxe ao Brasil um pouco da tradição culinária daquela país. Seguindo a rigorosa seleção de produtos Baggio, a cerveja Pale Ale foi criada para harmonizar pizzas e massas. É uma cerveja leve, equilibrada e extremamente saborosa. Ingredientes: água, malte e lúpulo. Cerveja de alta fermentação.

Diagnóstico

Esta American Pale Ale paranaense tem espuma imensa, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo translúcido, de média densidade e cor âmbar-escuro. Aroma: lúpulo moderado, leve malte, chocolate meio amargo e caramelo. Sabor inicial: leve amargor. Sabor final: leves amargor e dulçor; média duração. Bom equilíbrio. Nenhum sabor distinto, mas sem defeitos. Paladar: corpo médio-leve, forte carbonatação, textura aguada/oleosa e final metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 15 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC.

Nota: 35 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/birra-baggio-pale-ale/527530/65483/

quarta-feira, 5 de julho de 2017

ASTRID WITBIER

Diagnóstico

Esta Witbier, produzida pelo amigo Edison Luiz Otto em Rio das Antas-SC, tem espuma média, branca e com bolhas, de longevidade bem reduzida. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e amarelo. Aroma: cítrico de limão, massa de pão, banana, goma de mascar e coentro. Sabor inicial: suave dulçor e leve acidez. Sabor final: moderado dulçor, leve acidez e suave amargor; média duração. Paladar: corpo leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente adstringente. Leve cremosidade, provavelmente oriunda de trigo não maltado. Muito refrescante. Dulçor de goma de mascar, baunilha e banana torna-se um pouco excessivo no final do gole, mas longe de ser enjoativo. Dose certa de acidez no inicio, mas no final poderia balancear melhor o dulçor. Copos recomendados: Weizen e Tumbler. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 12 direto na cervejaria Astrid.

Nota: 50 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/astrid-witbier/527344/65483/

terça-feira, 4 de julho de 2017

BADEN BADEN CHOCOLATE BEER

Descrição comercial

Com aroma de notas adocicadas de baunilha e chocolate, a Baden Baden Chocolate Beer impressiona e esconde seu verdadeiro caráter. Ao sentir o aroma da cerveja, o apreciador irá ansiar pelo doce, mas na boca os amargores característicos de maltes tostados e do lúpulo especiais irão surpreender, fazendo com que sinta mais prazer em degustar o próximo gole. A Baden Baden Chocolate Beer possui teor alcoólico de 6,0% e é ideal para ser consumida em uma temperatura entre 6º e 8º C. A Baden Baden Chocolate Beer harmoniza com sobremesas de chocolate, como brownie, petit gateau e panna cotta de chocolate, sobremesas de frutas, sorvete de creme e tiramisù.

Diagnóstico

Esta Specialty Beer paulista tem espuma volumosa, aerada, cremosa e marrom-clara, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo preto com luzes rubi, borbulhante e de média densidade. Aroma: chocolate meio amargo, malte moderado e caramelo. Sabor inicial: leve dulçor suave amargor e suave acidez. Fundo acholatado. Sabor final: leves dulçor e amargor, permeados por suave acidez, que surge como defeito. Paladar: forte carbonatação, corpo médio-leve, textura aguada e final levemente adstringente e metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 19,50 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Shaker e Tumbler.

Nota: 45 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/baden-baden-chocolate-beer/215620/65483/


sexta-feira, 30 de junho de 2017

TUPINIQUIM CITRUS BOMB DOUBLE IPA

Diagnóstico

Esta IPA gaúcha tem espuma volumosa, branca e aerada, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor amarelo-escura. Aroma: lúpulo moderado, laranja, grama e caramelo. Sabor inicial: moderado amargor e leve dulçor. Sabor final: moderado amargor. Caráter de lúpulo herbal e de pinho. Paladar: corpo médio, forte carbonatação, textura seca e final metálico. Bem picante. Garrafa de 600ml adquirida por R$ 17 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Shaker e Tulip.

Nota: 70 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/tupiniquim-citrus-bomb-double-ipa/527337/65483/

quinta-feira, 29 de junho de 2017

INSANA COFFEE IPA

Diagnóstico

Esta American IPA (Spice/Herb/Vegetable de acordo com ratebeer.com) paranaense  tem espuma volumosa, com bolhas e esbranquiçada, de persistente longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo de média densidade, translúcido e marrom-alaranjado escuro. Aroma: caramelo, café suave, lúpulo moderado, grama e pinho. Sabor inicial: leves amargor e dulçor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; média duração. Paladar: corpo  médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Caráter lupulado lembra frutas tropicais no sabor, como maracujá. O suave café do aroma aparece no paladar de forma equilibrada, balanceando o paladar. Mais uma que a insana acerta a mão. 

Nota: 70 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/insana-coffee-ipa/405943/65483/

sexta-feira, 5 de maio de 2017

BAVARIA PREMIUM

Diagnóstico

Esta Pale Lager paulista tem espuma pequena, aerada e branca, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo. Aroma: moderado malte, pão branco e leve levedura. Sabores inicial e final: leve dulçor; curta duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Refrescante, ligeiramente acima da média comercial brasileira. O dulçor maltado não evita que a mesma seja caracterizada como pão líquido. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Shaker.

Nota: 4 skol ou 2.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/bavaria-premium-brazil/770/

quinta-feira, 4 de maio de 2017

DEL DUCATO NEW MORNING - II

Descrição comercial

Dedicada à beleza da manhã de uma nova primavera com os primeiros raios de sol aquecendo as flores desabrochando. A Nuova Mattina se apresenta no copo com cor laranja enevoada e perfume reminiscente de flores do campo. Uma Ale complexa, intrigante, voluptuosa e que mata a sede, um hino esperançoso ao dia que vem em frente. Feita com gengibre, coentro, pimentão verde e camomila. Ingredientes: água, cevada maltada, trigo maltado, centeio maltado, trigo, aveia, lúpulo e condimentos.

Diagnóstico

Esta Saison italiana, já resenhada neste beerlog em maio de 2014 (http://dr-beer.blogspot.com/2014/05/del-ducato-new-morning.html), tem espuma volumosa, com bolhas e branca, de longevidade bem reduzida. Excelente formação de colarinho. Corpo opaco, denso e amarelo-escuro. Aroma: lúpulo moderado, flores, cítrico de laranja, maçã, pêssego, coentro, gengibre, cravo e pimenta branca. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor, suave acidez e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura seca, forte carbonatação e final metálico, condimentado e suavemente adstringente. Dulçor frutado (pessego). Sabor condimentado, apimentado. Dulçor lembra também camomila. Bem diferenciada. Leve amargor lupulado (variantes nobres) lembra casca de frutas. Interessantíssima interpretação italiana deste estilo belga. Caráter bem leve de malte no paladar, sendo sobrepujado pelas outras características. A levíssima acidez final surge com maestria, equilibrando as outras características no paladar. Excelente cerveja. O final pinica a língua. A acidez remete à maçãs e ameixas frescas. O equilíbrio tende a um caráter frutado e condimentado de lúpulo, sem que amargor ou azedume se sobreponham à tais sabores. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 15 através do site wbeer.com.br.

Nota: 150 skol ou 3.9/5.0

quarta-feira, 3 de maio de 2017

POLAR EXPORT - II

Diagnóstico

Esta Pilsener gaúcha, já analisada neste beerlog em janeiro de 2012 (http://dr-beer.blogspot.com.br/2012/01/polar-export.html), tem espuma volumosa, aerada e branca, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo. Aroma: leves lúpulo e levedura, com lembrança de massa de pão. Sabores inicial e final; leve dulçor; curta duração. Paladar: corpo leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Pão liquido, na média comercial brasileira. Nenhum diferencial: "cerveja de churrasco". Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener.

Nota: 2,5 skol ou 1.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/polar-export/774/

terça-feira, 2 de maio de 2017

PROIBIDA PURO MALTE LEVE

Descrição comercial

Produzida com o mais puro malte para assegurar a qualidade de seu sabor, ela é incrivelmente leve e refrescante. A novidade chega aos pontos de venda de todo o Brasil em janeiro com um sofisticado rótulo prateado que facilita sua identificação dentro da família de cervejas Proibida Puro Malte. O paladar mais suave é obtido graças à utilização de malte selecionado de excelente qualidade e de um processo de lupulagem diferenciado. Estas características, somadas a sua carbonatação normal, proporcionam uma grande sensação de frescor. Junte com menor teor alcoólico, de 4,3º, e o resultado é a cerveja mais indicada para os dias quentes do verão.

Diagnóstico

Esta Pale Lager cearense tem espuma média, aerada e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo borbulhante, claro, ralo e amarelo. Aroma: malte pesado e massa de pão. Sabores inicial e final: leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Bem leve, mas saborosa, sente-se bem a presença do malte, acima da média comercial brasileira, metalizado excessivo aparece como defeito. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Shaker.

Nota: 6 skol ou 2.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/proibida-puro-malte-leve/508565/65483/

sexta-feira, 28 de abril de 2017

BARCO ÇA VA

Diagnóstico

Esta Saison gaúcha tem espuma volumosa, borbulhante e branca, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo-escuro. Aroma: malte moderado, leve lúpulo, moderada levedura, maçã e cravo. Sabor inicial: leves acidez e dulçor. Sabor final: leve dulçor permeado por notas salgadas; curta duração. Paladar: corpo médio-leve, textura seca, forte carbonatação e final levemente adstringente. Condimentada, temperada (lembra coentro). Tradicional dulçor campestre de maçã presente por todo o gole. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 16 no Superpão, em União da Vitória-PR. Copo recomendado: Tulip.

Nota: 80 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/barco-ca-va/319881/65483/

quinta-feira, 27 de abril de 2017

BIRRA DEL BORGO GENZIANA

Diagnóstico

Esta Spice/Herb/Vegetable italiana tem espuma média, aerada e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo enevoado, amarelo-escuro e de média densidade. Aroma: lúpulo moderado, flores, herbal, leve levedura e abacaxi. Sabor inicial: leve dulçor, acidez e amargor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Frutada. Boa drinkability. Acidez que remete à pitanga no final do gole. Metalizado excessivo surge como defeito. Copos recomendados: Lager Glass, Shaker e Tumbler. Garrafa de 330ml adquirida por cerca de R$ 15 através do site emporiodacerveja.com.br.

Nota: 60 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/birra-del-borgo-genziana/80941/65483/

quarta-feira, 26 de abril de 2017

COLORADO DEMOISELLE - II

Descrição comercial

Esta cerveja é feita com maltes importados da mais alta qualidade e o melhor café da região da Alta Mogiana. Este café é comprado diretamente do produtor, torrado e moído de acordo com nossas especificações e macerados em água fria apenas para ser acrescentado ao mosto da cerveja. Usando este método evitamos que os aromas do café percam o melhor de si, devido às altas temperaturas presentes no processo de produção.
O nome Demoiselle é uma homenagem ao grande brasileiro Alberto Santos Dumont, cuja família possuía plantações de café na região de Ribeirão Preto. Agradecemos ao historiador de cervejas americano Randy Mosher pelas dicas preciosas em relação ao uso do café no processo.

Diagnóstico

Esta Porter paulista tem espuma marrom-clara, aerada e pequena, de longevidade bem reduzida. Moderada formação de colarinho. Corpo opaco, preto e de média densidade. Aroma: forte café, pesado malte torrado, metalizado e caramelo. Sabor inicial: suave amargor e moderado dulçor (café e malte). Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, forte carbonatação, textura aguada e final metálico. Forte sabor de café, mas falta personalidade e corpo. Copos recomendados: English Pint e Shaker.

Nota: 30 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/colorado-demoiselle/91223/

segunda-feira, 24 de abril de 2017

FEBRE DE MALTE FUXIQUEIRA APA

Diagnóstico

Esta American Pale Ale de Videira-SC tem espuma média, branca e aerada, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e âmbar. Aroma: grama, malte moderado e lúpulo moderado. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Bem equilibrada. Copo de 300ml adquirido por R$ 6 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Lager Glass, Shaker e Tulip.

Nota: 80 skol ou 3.0/5.0

quinta-feira, 20 de abril de 2017

FEBRE DE MALTE TSAR BEER

Diagnóstico

Esta Pale Lager catarinense tem espuma média, aerada e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo amarelo, claro e ralo. Aroma: malte moderado, moderada levedura e massa de pão. Sabor inicial: leve amargor, com toques salgados. Sabor final: leves dulçor e amargor, com toques saltados; curta duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Apesar da cerveja ser puro malte, achei que aquele ingrediente aparecia em pouca proporção no sabor em detrimento de levedura. Chopp de 300ml degustado por R$ 6 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC.

Nota: 6 skol ou 2.3/5.0

quarta-feira, 19 de abril de 2017

SUSSA BEER EXTRA BOCK

Diagnóstico

Esta Dunkler Bock de Iomerê-SC não tem praticamente nenhuma espuma, e a mesma tem duração bem reduzida. Corpo opaco, denso e preto. Aroma: forte café, amora, leve malte e cítrico. Sabor inicial: leves dulçor e acidez (fundo de café e estranho azedume). Sabor final: leves acidez e dulçor; média duração. O sabor não é ruim, mas não se encaixa nem um pouco no estilo, lembrando muito mais uma Sour Red/Brown. Sem data de vencimento na garrafa, o que tornou impossível saber se era um lote ruim ou se simplesmente já estava vencida. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final moderadamente adstringente e metálico. Garrafa de 500ml adquirida por R$ 14 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Dimpled Mug e Snifter.

Nota: 20 skol ou 2.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/sussa-beer-extra-bock/498910/65483/

terça-feira, 18 de abril de 2017

LOHN BIER PALE ALE

Descrição comercial

Da escola inglesa de cerveja, leva este nome - pale, de pálida - por não levar maltes torrados em sua receita. De coloração dourada para rubra, o sabor que encanta os britânicos há muitas gerações tem o corpo médio, boa carga de lúpulos e carbonatação ideal.

Diagnóstico

Esta English Pale Ale catarinense tem espuma média, aerada e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor âmbar-escura. Aroma: madeira, lúpulo e malte moderados, com toques de caramelo. Sabor inicial: moderado dulçor (caramelo). Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; longa duração. Mais maltada e mais doce que a média do estilo. Saborosa, apresenta maior equilíbrio no segundo copo. Paladar: forte carbonatação, textura aguada, corpo médio-leve e final metálico. Amargor amadeirado. Garrafa de 500ml adquirida na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copo recomendado: English Pint.

Nota: 50 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/lohn-bier-pale-ale/498605/65483/

segunda-feira, 17 de abril de 2017

MALVADEZA BRANCA

Descrição comercial

Cerveja de alta fermentação tipo. Tipo witbier, cor amarela pálida. Sabor leve bem refrescante, notas de coentro e abacaxi no final. Notas de cravo devido ao tipo de fermento.

Diagnóstico

Esta Witbier gaúcha tem espuma pequena, aerada e branca, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo turvo, borbulhante, denso e amarelo-escuro. Aroma: limão, baunilha, levedura moderada. Sabor inicial: leve amargor, moderado dulçor e leve acidez (limão). Sabor final: leves dulçor, acidez e amargor; média duração. Paladar: textura oleosa, forte carbonatação, corpo médio e final levemente adstringente e metálico. Saborosa. Ótima drinkability. Amargor de casca de limão. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 14 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Tumbler e Weizen.

Nota: 80 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/malvadeza-branca/405946/65483/

quinta-feira, 13 de abril de 2017

MENSCHBIER IPA

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem espuma média, aerada e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo âmbar, claro e de média densidade. Aroma: lúpulo moderado, caramelo, leve malte e laranja. Sabor inicial: moderado dulçor (malte, caramelo e laranja), com leve amargor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; longa duração. Equilibrada e saborosa, seem falhas. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Lúpulo com caráter de pinho. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 15 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Shaker e Tulip.

Nota: 60 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/menschbier-ipa/498600/65483/