quinta-feira, 23 de novembro de 2017

EISENBAHN 15 ANOS GERMAN PILSENER

Descrição comercial

A Eisenbahn German Pilsener tem malte fornecido por produtores locais e apresenta aroma e sabor de lúpulos alemães. Sua coloração é dourada clara, com espuma branca e cremosa, que mantém perfeito equilíbrio com o amargor nobre e marcante.

Diagnóstico

Esta Pilsener catarinense tem espuma pequena, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo amarelo-escuro, translúcido e denso. Aroma: massa de pão e malte moderado. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. O amargor lembra muito o da Heineken. Paladar: forte carbonatação, final metálico, corpo médio-leve e textura aguada. Dulçor levemente frutado, com notas de levedura. O sabor remete ainda a massa de pão. Garrafa de 355ml adquirida por cerca de R$ 9 no Posto Dois Pinheiros, em Videira-SC. Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener.

Nota: 9 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/eisenbahn-15-anos-german-pilsener/560461/65483/

terça-feira, 21 de novembro de 2017

MORADA FUNKY ARABICA BLOND ALE COM BRETTANOMYCES

Descrição comercial

Um remix da Hop Arabica, uma cerveja feita com grãos do Lucca Cafés Especiais e que já era sucesso da Morada. Nesta versão, a base de Blonde Ale ganhou também casca de laranja e Brettanomyces (levedura), proporcionando delicadeza e refrescância para a cerveja.

Diagnóstico

Esta Blond Ale paranaense tem espuma pequena, aerada e branca, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo turvo, de média densidade e cor bege. Aroma: café suave, vinho branco, azeitona e casca de laranja. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor com leves acidez e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Interessantíssima combinação de café com sabor frutado. Não é azeda como o aroma sugeriria. O café é o grande diferencial. Copos recomendados: English Pint e Shaker. Garrafa de 355ml adquirida por R$ 15,60 através do site wbeer.com.br.

Nota: 60 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/morada-funky-arabica-blond-ale-com-brettanomyces/560457/65483/

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

MORADA COYOL

Descrição comercial

Elaborada pela Morada Cia Etílica junto com a chocolates AMMA, exclusivamente para a Wbeer. Esta cerveja é uma Chocolate or Cocoa Beer, sua base é uma Cream Porter - isso quer dizer uma cerveja preta com médio corpo - com nibs cacau orgânico diretamente da Bahia. Seu aroma e sabor ressaltam as notas de chocolate e café.

Diagnóstico

Esta Porter paranaense tem espuma pequena, com bolhas e marrom-clara, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo lodoso, denso e marrom-escuro. Aroma: pesado malte tostado, cereais, chocolate meio amargo. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Base maltada tostada e achocolatada. Saborosa, acima da média do estilo. O amargor lupulado fnal lembra também café tostado, bem agradável. Copos recomendados: English Pint e Shaker. Garrafa de 355ml adquirida por R$ 15,60 através do site wbeer.com.br.

Nota: 50 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/morada-coyol/560455/65483/

terça-feira, 14 de novembro de 2017

HEILIGE DOUBLE RED ALE

Descrição comercial

Cerveja intensa com coloração avermelhada. No aroma prevalece os lúpulos herbais, mesmo sendo distintos, que vão até ao chocolate, seu sabor inicial é marcante pelo seu alto amargor, mas logo se equilibra pelo corpo e toffees de caramelo. Cerveja do Clube WBeer Mundo de Março de 2017 Medalha de Ouro no Festival Brasileiro de Cervejas de 2016 - categoria Irish Red Ale

Diagnóstico

Esta Irish Ale gaúcha tem espuma volumosa, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo translúcido, de média densidade e cor âmbar-avermelhado escuro. Aroma: malte moderado, leve lúpulo e pinho. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, média carbonatação e final metálico. Lembra a Opa IPA, com maravilhoso dulçor maltado e caráter lupulado de pinho. Esconde o teor alcoólico, muito bem feita. Copo recomendado: English Pint. Garrafa de 375ml adquirida por R$ 15,60 através do site wbeer.com.br.

Nota: 90 skol ou 3.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/heilige-double-red-ale/560454/65483/

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

HEILIGE BARLEY WINE

Descrição comercial

Cerveja escura com corpo elevado, residual adocicado e teor alcoólico de 9%. Apresenta notas de envelhecimento e de frutas secas. A sua característica de lúpulos não é marcante. Vencedora da medalha de bronze no Festival Brasileiro da cerveja, a Barley Wine da Heilige era até pouco tempo comercializada apenas em barris de chopp no Rio Grande do Sul. Potente e repleta de personalidade, ela exibe toda a robustez dos maltes. Notas amadeiradas, caramelo, toffee, café, pão tostado e um final alcoólico que lembra vinho do porto. Perfeita para apreciar lentamente. (fonte: WBeer)

Diagnóstico

Este Barley Wine gaúcho tem espuma média, marrom-clara e bom bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo translúcido, denso e marrom-avermelhado escuro. Aroma: malte moderado, caramelo, uva-passa e vinho do Porto. Sabor inicial: moderado dulçor e leve acidez. Sabor final: leves dulçor e acidez, com moderado amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico e levemente alcoólico. Aroma de álcool de baixo a moderado, mas suave e equilibrado, como previsto nas BJCP. Delicioso dulçor de frutas vermelhas (geléia de morango) permeado por acidez que lembra ameixa fresca. Combinação evita que a primeira característica seja enjoativa. Dulçor diferente da média. Amargor lupulado aparece a partir do segundo gole, também equilibrando bem o conjunto. Leve aquecimento alcoólico. Esconde bem o teor. Moderado a alto dulçor maltado no paladar. Sabores oxidativos e lembrando vinho estão  presentes. Moderada frutagem, com caráter de frutas secas. O amargor de lúpulo aparece de forma elegante, equilibrando o conjunto. Menos encorpada que o previsto. Garrafa de 375ml adquirida por R$ 26,91 através do site wbeer.com.br. Copo recomendado: Snifter.

Nota: 100 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/heilige-barley-wine/560452/65483/

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

SAINT GERMAIN PAGE 24 RESERVE HILDEGARDE BLONDE

Descrição comercial

Em sua produção, usamos lúpulos de Flandres e maltes de cevada local. Vencedora da medalha de ouro no Salon Agricole de Paris em 2006 na categoria de blonde beers de alta fermentação. 

Diagnóstico

Esta Bière de Garde francesa tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo translúcido, âmbar e de média densidade. Aroma: malte e lúpulo moderados, maçã e mel. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico e levemente alcoólico. Dulçor maltado, parecida com a Cathedral Helles Bock (http://dr-beer.blogspot.com.br/2017/03/cathedral-helles-bock.html), lembrando também um pouco de maçã, assim como o aroma. Boa drinkability. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 10,40 através do site wbeer.com.br. Copos recomendados: Dimpled Mug e Stein.

Nota: 50 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/cervejaria-cathedral-helles-bock/398995/

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

STRUISE TSJEESES

Descrição comercial

Condicionada na garrafa. Ingredientes: malte de cevada, lúpulos, cana de açúcar, levedura e condimentos. Cerveja de inverno forte e loira, com espuma branca e fofa. Foi lagerizada por 8 meses em diferentes frutas de caroço. 

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale belga tem espuma pequena, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo turvo, denso e bronze. Aroma: malte moderado, uva-passa, vinho do Porto, mel, noz-moscada, figo e álcool. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; longa duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, carbonatação média e final moderadamente alcoólica. Leve toque condimentado de lúpulo. Dulçor com toques frutados, lembra também figo. Amargor lupulado mais alto que o da Tsjeeses Reserva Bourbon, equilibra muito bem o dulçor. Forte aquecimento alcoólico, não esconde o teor. Presença de mel no dulçor, bem como background maltado. Casamento de sabores frutados, condimentados e alcoólicos embasados por suave caráter maltado, como previsto nas BJCP. Outras características presentes nas diretrizes apresentadas pela Tsjeeses são ésteres reminiscentes de laranja, baixa presença de fenóis apimentados e leve caráter condimentado de lúpulo. A presença de álcool é suave e condimentada, e de moderada intensidade. Muito saborosa, mas perde bastante em complexidade em relação às reserva Bourbon e Port. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 120 skol ou 3.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/struise-tsjeeses/64413/65483/

terça-feira, 7 de novembro de 2017

STRUISE ST. AMATUS - OOSTVLETEREN 12

Descrição comercial

São Amatus, também conhecido como São Aimé, era um monge beneditino. Ele defendia os menos favorecidos, que era explorados pelo rei merovíngio Thierry III. Na Bélgica, Oostvleteren era a única paródia a aceitar São Amatus como santo. A Struise começou a producir em Vleteren no começo de 2006. Nossa incrível arte no rótulo foi feita pelo narcisista artista Carlo Grootaert. A Saint Amatus é envelhecida em barris de Woodford Reserve de Labrot & Graham, em Kentucky, nos Estados Unidos. Alguns lotes foram envelhecidos em barris de whiskey Pappy Van Winkle.

Diagnóstico

Esta Abt/Quadrupel belga, que está em 18º no ranking do estilo em ratebeer.com, tem espuma média, marrom-clara e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo lodoso, denso e marrom-avermelhado escuro. Aroma: malte moderado, chocolate meio amargo, pinho, uva-passa, ameixa, vinho tinto e álcool. Sabor inicial: leves dulçor e acidez. Sabor final: leves dulçor e acidez, com moderado amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-cheio, textura cremosa, forte carbonatação e final pesadamente alcoólico. Fenóis condimentados estão presentes, com qualidade apimentada, como previsto nas BJCP. Outro requisito que atende às diretrizes é a rica e forte presença de malte, com profunda complexidade de caramelo. Moderada presença de ésteres frutados, contendo notas de uva-passa, ameixa e figo. Acidez de ameixa vermelha fresco. Bem alcoólica, com alto aquecimento, que não é atenuado. Final bem alcoólico lembra Steinhaeger. Dulçor maltado. Menos doce que o esperado. Dulçor lembra também frutas secas. Álcool excessivo esconde nuances (como a de chocolate e madeira que aparecem posteriormente) e diminui a drinkability. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 36,80 através do site wbeer.com.br.

Nota: 170 skol ou 4.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/struise-st-amatus-oostvleteren-12/119174/65483/

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

STILLWATER CELLAR DOOR - AMAZONIAN REMIX

Descrição comercial

Ale colonial produzida com abacaxi.

Diagnóstico

Esta Saison americana tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Corpo opaco, denso e bege. Boa formação de colarinho. Aroma: abacaxi, framboesa e vinho branco. Sabores inicial e final: moderada acidez e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final moderadamente adstringente. Não senti nada de abacaxi no paladar, a não ser o final da cerveja, que lembra um pouco o amargorzinho do abacaxi. Baixa drinkability. Muito ácida, bem acima da media do estilo. Me lembrou uma sour. Copo recomendado: Tulip. Garrafa de 310ml adquirida por R$ 11,77 através do site wbeer.com.br.

Nota: 15 skol ou 2.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/stillwater-cellar-door-amazonian-remix/383003/65483/

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

DEL DUCATO FRAMBOZSCHELLA

Descrição comercial

Ale envelhecida em barris de vinho em carvalho, com adição de framboesas.

Diagnóstico

Esta Sour/Wild Ale italiana espuma branca e bem pequena, com longevidade bem reduzida e virtualmente nenhuma formação de colarinho. Corpo lodoso, ralo, com pequenas partículas e de cor bordô. Aroma: framboesa e vinagre. Sabor inicial: leve dulçor e moderada acidez. Sabor final: moderada acidez e toques salgados; longa duração. Paladar: corpo leve, textura aguada, forte carbonatação e final com pesada adstringência. Fundo de framboesa. Taninos, enrugamento da lateral da boca. Não percebi a presença do barril de carvalho de vinho. Baixíssima drinkability. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 41,30 através do site wbeer.com.br. Copos recomendados: Snifter, Tulip e Tumbler.

Nota: 25 skol ou 2.9/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/birrificio-del-ducato-frambozschella/234348/65483/

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

TO OL RELEAF ME

Descrição comercial

Desfrutada desta Blonde intensamente aromática,que traz notas de folhas de limão tahiti com clássica levedura belga, todos combinados com suaves toques de aveia e rica presença de trigo.
Ingredientes: água, malte de cevada, trigo, aveia, folhas de limão tahiti, lúpulos e levedura belga.

Diagnóstico

Esta Spice/Herb/Vegetable (de acordo com ratebeer.com) dinamarquesa tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, denso e dourado. Aroma: leve malte, lúpulo moderado, folhas de limão tahiti, camomila e carambola (este último detectado por meu primo Denis Kühn). Sabor inicial: leve dulçor e moderado amargor. Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Caráter herbáceo de lúpulo, com dulçor lembrando camomila. Diferenciada, saborosa e balanceada. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 11,77 através do site wbeer.com.br. Copos recomendados: Lager Glass, Shaker e Tumbler.

Nota: 130 skol ou 3.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/to-ol-releaf-me/338914/65483/

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

GRIMBERGEN CUVEÉ BLANCHE



Descrição comercial

A Grimbergen Blanche é uma verdadeira cerveja de trigo, no sentido mais tradicional. A Blanche tem cor amarelo-pálida e aparência turva, exatamente o que se espera de uma cerveja de trigo. Notas cítricas e leve carbonatação acrescentam personalidade ao paladar cremoso e fazem da Blanche uma excelente matadora de sede.

Diagnóstico

Esta Witbier tem espuma média, borbulhante e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, de média densidade e cor amarelo-clara. Aroma: cítrico de limão, banana, goma de mascar, mel, coentro e baunilha. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e leves acidez e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente adstringente. Dulçor de banana com toques de coentro. Bem condimentada. Bem mais doce que a média. Falta presença cítrica no paladar. Lembra bem mais uma Weiss que uma witbier. Na segunda metade da garrafa aparece uma presença cítrica mais pronunciada, lembrando casca de limão tahiti. O dulçor lembra um pouco sabão, aparecendo como falha. Garrafa de 330ml adquirida por R$ 9,03 através do site wbeer.com.br. Copos recomendados: Tumbler e Weizen.

Nota: 30 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/grimbergen-cuvee-blanche/75071/65483/

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

BOHEMIA MAGNA PILS

Descrição comercial

A Cerveja Bohemia Magna Pils foi criada em homenagem à leveza dos jardins de hortênsias de Petrópolis. Com o estilo German Pils , ela é refrescante e carrega consigo notas florais de lúpulos nobres alemães. De coloração dourada, o líquido mistura o dulçor do malte com o amargor do lúpulo que resultam em uma cerveja equilibrada e leve. Tem 4,8% de teor alcoolico e combina perfeitamente com frutos do mar, pizzas leves, brusqueta com manjericão e salada caesar. Berço da Cervejaria Bohemia, Petrópolis também é conhecida como a “Cidade das Hortênsias”. As flores que dão vida às suas ruas desde o século XIX foram a inspiração para a Bohemia Magna Pils, uma refrescante cerveja do estilo German Pils que carrega consigo notas florais de lúpulos nobres alemães e a presença de malte no sabor. “Esta delicada cerveja foi criada em homenagem à leveza dos jardins de hortênsias da nossa querida Petrópolis”, conta Raphael Rizzo, gerente do complexo da Cervejaria Bohemia. O novo rótulo chega para completar a família que já conta com as premiadas Bohemia 838 Pale Ale, Bohemia Aura Lager e Bohemia 14-Weiss – lançadas em 2016 – e que resgatam a herança cultural e as belezas naturais da região serrana do Rio de Janeiro.

Diagnóstico

Esta Pilsener paulista tem espuma média, aerada e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e de cor amarelo-escura. Aroma: moderado malte, mel, maçã e leve levedura. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e suave amargor (atenua um dulçor que seria enjoativo); média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Muito saborosa e refrescante: excelente drinkability. Delicioso dulçor frutado. Garrafa de 300ml adquirida por cerca de R$ 4 no supermercado Cidade Canção 2, em Cornélio Procópio-PR. Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener.

Nota: 15 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/bohemia-magna-pils/551313/65483/

terça-feira, 24 de outubro de 2017

ASHBY PILSEN

Diagnóstico

Esta Pale Lager paulista tem espuma volumosa, aerada e  branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, ralo e amarelo-escuro. Aroma: frutado, leve lúpulo e levedura, metálico. Sabor inicial: leve dulçor (maltado e com fundo frutado). Sabor final: leve dulçor e suave amargor; média duração. Agradável e refrescante. Boa drinkability. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 10 no supermercado Cidade Canção 2, em Cornélio Procópio - PR. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Shaker.

Nota: 8 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/ashby-pilsen/375427/65483/

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

HIJOS DE RIVERA 1906 BLACK COUPAGE

Descrição comercial

Suaves notas de chocolate, café, alcaçuz, um sutil amargor, espuma volumosa, intensidade na boca. Assím é a 1906 Black Coupage, uma equilibrada fusão de contrastes, derivados do coupage de uma cuidadosa seleção de 4 maltes distintos e 2 lúpulos nobres: Nugget e a variedade aromática Sladek. Seu sutil amargor na boca equilibra seu conteúdo alcoólico (7,2%) e a torna agradável e acessível para beber em qualquer momento.

Diagnóstico

Esta Dunkel espanhola tem espuma pequena, com bolhas e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo opaco, marrom-escuro e de média densidade. Aroma: moderado malte assado, chocolate meio amargo, café suave. Sabor inicial: moderado dulçor. SAbor final: leve dulçor e suave amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Saboroso duilçor de malte tostado com lembrança de chocolate meio amargo. Sem defeitos. Boa drinkability. Encaixa-se nos seguintes quesitos das BJCP: dominadaa pelo suave, rico e complexo sabores de maltes Munich mais escuros, mas sem características queimadas, pesadas e lembrando grãos, provenientes da tostagem. O paladar é moderadamente maltado, embora não apresente dulçor enjoativo. Presença suave de caramelo. Agradável caráter de malte/chocolate. O amargor de lupulo é perceptível, mas em baixo teor, com o equilíbrio tendendo firmemente em relação ao malte. O sabor de lúpulo vai de baixo a nenhum. O retrogosto continua maltado, embora o amargor apareça no final, que é seco. Perfil de fermentação limpo e caráter de Lager. Copos recomendados: Dimpled Mug, Lager Glass e Stein. Garrafa de 330ml adquirida por cerca de R$ 10 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR.

Nota: 50 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hijos-de-rivera-1906-black-coupage/301785/65483/

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

ASHBY NIRVANA IPA

Diagnóstico

Esta IPA paulista tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formmação de colarinho. Corpo translúcido, laranja-claro e de média densidade. Aroma: lúpulo moderado, caráter de lúpulo lembrando frutas tropicais, maracujá e leve malte. Sabores inicial e final: leves amargor e dulçor; longa duração. Delicioso sabor frutado, com notas de maracujá. Ótima drinkability, muito refrescante. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Melhor Ashby que provei até agora, de longe. Garrafa de 330ml adquirida por cerca de R$ 11 no supermercado Cidade Canção 2, em Cornélio Procópio-PR. Copos recomendados: Shaker e Tulip.

Nota: 90 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/ashby-nirvana-ipa/549900/65483/

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

PROIBIDA PURO MALTE FORTE

Descrição comercial

Cerveja de baixa fermentação, estilo Malt Liquor. Destaque - se pelo seu teor alcoólico superior quase imperceptível. Possui cor dourada e espuma densa e cremosa. Aromas frutados e de caramelo, acidez média e persistente.

Diagnóstico

Este Malt Liquor cearense tem espuma média, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo transparente, amarelo-escuro e de média densidade. Aroma: malte moderado, pão branco, grãos, leve levedura e metálico. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; curta duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico e levemente alcoólico. Dulçor maltado. Assim como o aroma, o sabor lembra também massa de pão e traz toques metálicos. Cerveja sem graça, inferior à puro malte tradicional. A adição de álcool (o teor e de 6,5%) não acrescentou qualidade alguma a cerveja, muito pelo contrário. Garrafa de 600ml adquirida por R$ 6 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR. Copos recomendados: Lager Glass e Shaker.

Nota: 6 skol ou 2.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/proibida-puro-malte-forte/549361/65483/

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

EISENBAHN REINHEITSGEBOT

Descrição comercial

Campeã do concurso mestre cervejeiro 2016, receita elaborada por Lúcio Botelho, recebe o nome de "Reinheitsgebot" em homenagem aos 500 anos da lei da pureza alemã. Estilo característico de Dusseldorf, a Altbier apresenta coloração âmbar, suave e bem equilibrada, com sabor marcante de lúpulo e malte.

Diagnóstico

Esta Altbier catarinense tem espuma pequena, com bolhas e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, laranja-abronzeado e de média densidade. Aroma: malte assado moderado, leve lúpulo, de caráter perfumado e condimentado. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; longa duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico. O caráter maltado reflete variedades alemãs de malte, com notas tostadas de casca de pão, assim como preveem as BJCP. Amargor de lúpulo não tão assertivo quanto preveem as bjcp, mas muito saboroso. Ésteres frutados, lembrando cereja, persistiram após a lagerização, conferido maior complexidade à cerveja. Atenuação a faz uma cerveja bem equilibrada, de excelente drinkability. Final com alternância entre amargo e doce. O caráter opcional mineral, também previsto nas diretrizes, está presente. Paladar limpo, mas longe de ser simples. Excelente cerveja, não à toa ganhou o concurso mestre cervejeiro 2016 da Eisenbahn. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 9 no supermercado Cidade Canção 2, em Cornélio Procópio-PR. Copo recomendado: Kölsch/Altbier.

Nota: 85 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/eisenbahn-reinheitsgebot/548876/65483/

terça-feira, 17 de outubro de 2017

ASHBY PALE ALE EXTRA

Diagnóstico

Esta American Pale Ale paulista tem espuma média, aerada e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, amarelo-escuro e de média densidade. Aroma: leve malte, pão branco, leve lúpulo, cítrico, levedura moderada, massa de pão e metálico. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor, acidez e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico e levemente adstringente. Aroma levemente frutado me remeteu ao da Bohemia. O sabor é estranho, com muita levedura, remetendo fortemente à massa de pão. Background frutado, mas também estranho, com leve adstringência. Copos recomendados: Lager Glass, Shaker e Tulip. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 11 no supermercado Cidade Canção 2, em Cornélio Procópio-PR

Nota: 12 skol ou 2.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/ashby-pale-ale-extra/375431/65483/

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

COLORADO VIXNU IMPERIAL IPA

Descrição comercial

Vixnu é uma divindade hindu responsável pela manutenção do Universo, formando uma tríade juntamente com os deuses Shiva e Brahma. Esse foi o nome escolhido pela Cervejaria Colorado, de Ribeirão Preto, para a então Double Indica, cerveja hiperlupulada que já apareceu esse ano em alguns bares de cervejas especiais, como o Bar Brejas. Com potência alcoólica de 9,5% ABV, a breja é do estilo imperial india pale ale, e promete ser o nirvana dos lupulomaníacos. No novo rótulo, por sinal, Vixnu aparece em meio a um jardim de lúpulos. O rótulo acima, que ainda está em fase de revisão, foi desenhado pelo designer cervejeiro americano Randy Mosher, que já havia assinado os demais rótulos da cervejaria paulista. A referência à Índia para retratar o estilo já havia sido usada na forma de gravura do templo hindu Taj Mahal na Colorado Índica.

Diagnóstico

Esta Imperial IPA paulista tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, âmbar e de média densidade. Aroma: caramelo, lúpulo moderado, herbal, cítrico de grapefruit e azeitona preta. Sabores inicial e final: moderado dulçor e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico. Caráter lupulado de pinho, permeado por dulçor maltado e com leves notas de caramelo. Boa drinkability, com amargor menor que a média do estilo, bem tolerável. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 10 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR. Copos recomendados: Shaker e Snifter.

Nota:  70 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/colorado-vixnu-imperial-ipa/159457/65483/

terça-feira, 3 de outubro de 2017

ASHBY ALE

Descrição comercial

Uma Ale de cor âmbar e personalidade marcante, nossa versão Ale Forte segue a tradição das melhores cervejas inglesas. Encorpada, sabor extremamente agradável e amargor leve (teor alcoólico mais alto: 5,8%). Ashby Ale Forte, excelente para combinações gastronômicas sofisticadas. Ale de alta fermentação. Coloração Âmbar avermelhado, aroma de malte tostado e sabor encorpado e levemente lupulado. Teor alcoólico: 5,8%.

Diagnóstico

Esta English Pale Ale paulista tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, ralo e âmbar-claro. Aroma: malte moderado, cookies, amadeirado e leve cítrico. Sabor inicial: moderado dulçor (maltado) e leve acidez. Sabor final: moderado dulçor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor enjoativo lembra um pouco malzbier. Acidez com leve presença frutada. Meio estranha, sem personalidade definida, não lembrando o estilo. Copo recomendado: English Pint.

Nota: 8 skol ou 2.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/ashby-ale/550918/65483/

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

BOHEMIA 14-WEISS

Descrição comercial

Cerveja de trigo, refrescante e leve como os voos do 14-Bis. Com aroma frutado, que lembra banana e cravo por conta da sua fermentação, seu paladar tem o equilíbrio perfeito entre o toque adocicado do malte e uma sutil citricidade. Harmoniza com massas, saladas, frutos do mar e banana caramelizada.

Diagnóstico

Esta German Hefeweizen paulista tem espuma pequena, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo turvo, amarelo e de média densidade. Aroma: levedura moderada, massa de pão, banana e baunilha. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor de banana e levedura, leve presença condimentada a diferencia um pouco da média, com lembrança também de goma de mascar. Caprichada, boa drinkability, sem defeitos. Garrafa de 310ml adquirida por cerca de R$ 6 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR. Copo recomendado: Weizen.

Nota: 40 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/bohemia-14-weiss/546981/65483/

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

GOOSE ISLAND GOOSE IPA

Descrição comercial

Nossa IPA remete à um tempo quando as Ales que eram transportadas da Inglaterra à Índia eram altamente lupuladas para preservar seu diferenciado sabor durante a longa jornada. O resultado, pura e simplesmente o sonho dos amantes de lúpulo. E esta Ale clássica traz ainda um aroma frutado, causado por um meio maltado seco, para assegurar que o longo final lupulado seja o que você irá lembrar.

Diagnóstico

Esta IPA norte-americana tem espuma média, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor amarelo-escura. Aroma: malte moderado, caramelo, lúpulo moderado, herbal, pinho e cítrico de laranja. Sabor inicial e final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura oleosa, forte carbonatação e final metálico. Caráter de lúpulo lembra pinho no paladar. Dulçor maltado, com presença de caramelo. Boa drinkability, suave, mas com personalidade. Copos recomendados: Shaker e Tulip. Garrafa de 355ml adquirida pela bagatela de R$ 6 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR.

Nota: 85 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/goose-island-goose-ipa/814/65483/

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

ASHBY PORTER

Diagnóstico

Esta Porter paulista tem espuma média, marrom-clara e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, marrom-escuro com luzes rubi e de média densidade. Aroma: moderado malte assado, chocolate meio amargo e café suave. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leve dulçor e suave amargor; média duração. Paladar: corpo leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Aguada, com sabor de malte tostado e leve presença de chocolate meio amargo; leve presença de café surge como sabor secundário. Falta personalidade. Copos recomendados: English Pint e Shaker. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 11 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR.

Nota: 9 skol ou 2.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/ashby-porter/375433/65483/

terça-feira, 26 de setembro de 2017

ASHBY HOPS AMERICAN PILSEN

Diagnóstico

Esta Pilsener paulista tem espuma média, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo borbulhante, amarelo e de média densidade. Aroma: leve malte, lúpulo moderado, flores e grama. Sabor inicial e final: moderado dulçor e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor frutado, com leve toque maltado. Levíssimo amargor lupulado, lembrando grama, agradável, boa drinkability, mas o dulçor é um pouco excessivo. Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 11 no supermercado Cidade Canção, em Cornélio Procópio-PR

Nota: 12 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/ashby-hops-american-pilsen/546957/65483/

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

THEREZÓPOLIS DIAMANT

Descrição comercial

Uma autêntica Tripel de coloração dourada, generosa cremosidade e alto teor alcoólico. Tem médio amargor de lúpulo e é bem seca. Seu dulçor vem dos maltes e a força e o sabor do álcool devem ser evidentes. A espuma é densa, com consistência de mousse. Uma cerveja intensa e de paladar aconchegante. Complexa e perfeita para explorar seus sentidos.

Diagnóstico

Esta Abbey Tripel carioca tem espuma média, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo turvo, denso e laranja-escuro. Aroma: leve lúpulo, cítrico de laranja, levedura moderada e mel. Sabores inicial e final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico e moderadamente alcoólico. O dulçor, a exemplo do aroma, traz também laranja e lembrança de mel. Pesado teor alcoólico não é escondido. Bastante presença de levedura, lembrando massa de pão. Aquém do padrão belga. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Supermercado Cidade Canção 2, em Cornélio Procópio-PR. Copos recomendados: Trappist Glass e Tulip.

Nota: 50 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/therezopolis-diamant/428728/65483/

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

THEREZÓPOLIS COPPER

Descrição comercial

Esta é uma cerveja de personalidade. Possui corpo médio, amargor aveludado e aroma cítrico e fresco, altamente saboroso e marcante. É o equilíbrio perfeito entre o puro sabor dos maltes especiais de cevada e a refrescância dos lúpulos americanos. O lançamento do novo rótulo da Therezópolis, Copper, ocorreu no Mondial de La Bière 2015, no Rio de Janeiro.

Diagnóstico

Esta American Pale Ale carioca tem espuma imensa, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor âmbar-clara. Aroma: malte moderado, caramelo, leve lúpulo, metálico e pinho. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leve dulçor e moderado amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor bem maltado, com resquícios de caramelo e pinho. Cerveja agradável, de boa drinkability, sem defeitos. O amargor final lembra mais IPA que APA. Ao contrário do que o BJCP sugere, a presença de malte chega a “distrair”, quase sobrepujando o lúpulo. Um quesito que encaixou nas diretrizes foi o de que o sabor e amagor de lúpulo dura até o final, mas o aftertaste deve geralmente ser limpo e não agressivo. Copos recomendados: Lager Glass, Shaker e Tulip.

Nota: 35 skol ou 2.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/therezopolis-copper/387291/65483/

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

VOLCANICA SOFT BEER

Diagnóstico

Esta Golden/Blond Ale uruguaia tem espuma imensa, rochosa, com bolhas e branca, de persistente longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo turvo, amarelo-claro e de média densidade. Aroma: laranja, leve levedura, massa de pão e abacaxi. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Sabor adocicado,lembra laranja, refrescante, ótima drinkability. Copos recomendados: English Pint e Shaker. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 23 no Chocobeer, em Videira-SC.

Nota: 60 skol ou 2.9/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/volcanica-soft-beer/544909/65483/

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

VOLCANICA DUBBEL

Diagnóstico

Esta Dubbel uruguaia tem espuma pequena, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, marrom-avermelhado e de média densidade. Aroma: malte moderado, caramelo, uva-passa, ameixa-seca e amadeirado. Sabor inicial: moderado dulçor e leve acidez. Sabor final: leve dulçor e moderada acidez; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura oleosa, forte carbonatação e final moderadamente adstringente. Dulçor maltado e de frutas secas, sabor bem parecido com a Volcanica Belgian Dark Ale. Acidez lembra ameixa fresca. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 23 no Chocobeer, em Videira-SC. Copos recomendados: Trappist Glass e Tulip.

Nota: 90 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/volcanica-dubbel/404227/65483/

terça-feira, 19 de setembro de 2017

VOLCANICA DARK BELGIAN ALE

Descrição comercial

Caracterizada por sua cor escura devido ao agradável toque caramelizado. Distingue-se por seu caráter forte, com alto teor alcoólico.

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale uruguaia tem espuma pequena, aerada e esbranquiçada, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo opaco, marrom-avermelhado escuro e de média densidade. Aroma: malte moderado, caramelo, uva-passa, ameixa e álcool. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e leves acidez e amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura oleosa, forte carbonatação e final metálico e levemente adstringente. Dulçor maltado e com presenças de frutas secas. Presença amadeirada no amargor. Leve acidez de frutas vermelhas complementa esta interessante e surpreendente cerveja. Próxima ao padrão belga. Mascara bem o álcool. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 23 no Chocobeer, em Videira-SC. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 160 skol ou 3.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/volcanica-belgian-dark-ale/544748/65483/

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

LEOPOLDINA WITBIER

Descrição comercial

A Leopoldina Witbier é uma combinação leve e refrescante. Tradicionalmente produzida na Bélgica e na Holanda, a witbier - significa “cerveja branca”, devido às proteínas do trigo e ao fermento que a deixam com uma coloração dourado claro de aspecto turvo – é a descendente direta das cervejas medievais, armazenadas antigamente com temperos cítricos. Produzida com um delicada seleção de maltes de trigo, a Leopoldina Witbier possui um toque adocicado e cítrico, provenientes do limão siciliano e do coentro, que criam uma harmonia indiscutível. Uma bebida agradável e que proporciona combinações com diferentes pratos.

Diagnóstico

Esta Witbier gaúcha em espuma volumosa, cremosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, de média densidade e cor amarelo-pálida. Aroma: levedura moderada, limão e cravo. Sabor inicial e final: leve amargor (lembra casca de limão, leve acidez e leve dulçor (lembra baunilha). Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente adstringente. Garrafa de 500ml compartilhada pelo primo Denis Kuhn e degustada em União da Vitória-PR. Copos recomendados: Weizen e Tumbler.

Nota: 20 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/leopoldina-witbier/479850/65483/

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

HEMMER ANGELA WITBIER

Descrição comercial

Cerveja de trigo com laranja e coentro tipo witbier. Angela luef, neta do fundador Heinrich Hemmer, era incansável ao trabalho, de uma delicadeza refinada e paladar apurado, sabiamente absorbeu os ensinamentos de seus antepassados e conduziu a Hemmer a excelência em qualidade e sabor. Essa complexa e aromática Witbier, exalta o enigmático mundo dos temperos.

Diagnóstico

Esta Witbier catarinense tem espuma volumosa, branca, cremosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo turvo, denso e amarelo-escuro. Aroma: limão (artificial, lembrando sprite), levedura moderada e coentro. Sabor inicial: moderado dulçor e leve acidez. Sabor final: leves acidez e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final levemente adstringente. O sabor, assim como o aroma, lembra também soda limonada, com presença artificial. Falta limão e baunilha no paladar, mas lembra leve coentro. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC. Copo recomendado: Weizen.

Nota: 8 skol ou 2.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-witbier-angela/542923/65483/

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

HEMMER BLUMENAU IPA

Descrição comercial

Cerveja forte tipo India Pale Ale. Em 2 de setembro de 1850, o filósofo e farmacêutico alemão Hermann Bruno Otto Blumenau, desembarca no local que futuramente se tornaria a cidade que leva seu nome; Blumenau. Essa germânica, brasileira e catarinense cidade de pessoas tão alegres e vibrantes, é a cidade de fundação e sede da Hemmer. Com essa cerveja forte e harmônica agradecemos a seus habitantes por esses mais de 100 anos de convivência e cumplicidade. India Pale Ale com lúpulos americanos, aromas cítricos e amargor pronunciado. Graduação Alcoólica: 6% Amargor: 55 IBU Temperatura: 8º a 12ºC

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem espuma média, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, de média densidade e cor amarelo-escura. Aroma: caramelo, lúpulo moderado, pinho e uva-passa. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leves dulçor e amargor; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor caramelado, caráter pinho, amadeirado, uma das IPAs mais doces que já provei, sabor lembra também frutas secas (uva passa). Copos recomendados: Shaker e Tulip. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC.

Nota: 80 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-blumenau-ipa/542922/65483/

terça-feira, 12 de setembro de 2017

HEMMER EMMA WEIZEN

Descrição comercial

Cerveja de trigo extra tipo weizen. Emma Hemmer, esposa de Heinrich Conrad Otto Hemmer, filho do fundador, fica viúva muito jovem, supera todas as adversidades e conduz os filhos a construir a base e os valores da Hemmer de hoje. Nada mais simbólico que o trigo, o alimento da humanidade para representar a fibra e a perseverança desta mulher.

Diagnóstico

Esta German Hefeweizen tem espuma volumosa, cremosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo turvo, denso e amarelo-escuro. Aroma: levedura moderada, massa de pão, banana e baunilha. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e acidez; média duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final levemente adstringente. Dulçor de banana, com fundo de massa de pão. Estranho final adstringente.  Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC. Copo recomendado: Weizen.

Nota: 25 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-emma-weizen/542921/65483/

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

HEMMER 100 ANOS LAGER EXTRA

Descrição comercial

Cerveja forte puro malte tipo pilsen. A Quinta geração da família comemora os 100 anos da Companhia Hemmer, tradicional indústria de alimentos que iniciou suas atividades em 1915. Para esta data tão emblemática, escolhemos essa Lager Extra prepara com ingredientes cuidadosamente selecionados. O resultado foi uma cerveja forte, aromática e de sabor extremamente marcante.

Diagnóstico

Esta Premium American Lager catarinense tem espuma pequena, cremosa e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo denso, turvo e âmbar-claro. Aroma: malte moderado, pão escuro, cereais e caramelo. Sabor inicial: moderado dulçor (malte e chocolate). Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; média duração. Paladar: corpo médio-cheio, forte carbonatação, textura oleosa e final metálico. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 12 no Superviza, em Videira-SC. Copo recomendado: caldereta.

Nota: 70 skol ou 3.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/Ratings/Beer/Beer-Ratings.asp?BeerID=542731

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

HEMMER 1915 PILSEN

Descrição comercial

Cerveja puro malte tipo pilsen. Esse puro malte é uma homenagem ao ano de 1915, onde o imigrante alemão Heinrich Hemmer, iniciava uma indústria artesanal na localidade do Badenfurt em Blumenau, Santa Catarina. Esse foi o embrião da Companhia Hemmer, hoje umas das mais tradicionais indústrias alimentícias do Brasil.

Diagnóstico

Esta Pilsener catarinense tem espuma volumosa, borbulhante, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, de média densidade e cor amarelo-escuro. Aroma: leve levedura, massa de pão. Sabor inicial: leve dulçor (maltado). Sabor final: leve dulçor e suave amargor; curta duração. Sabor agradável, com boa drinkability. Bom custo-benefício. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Garrafa de 500ml adquirida por cerca de R$ 11 no Superviza, em Videira-SC. Copos recomendados: Flute e Footed Pilsener.

Nota: 10 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/hemmer-1915-pilsen/542715/65483/

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

OPA BIER SGA

Descrição comercial

A sigla SGA é o cartão de visitas da Strong Golden Ale Opa Bier. O simpático capeta como símbolo reforça o quão diabólica se torna essa fórmula que parece muito mais suave ao paladar do que os 9% de teor alcoólico representam. Uma cerveja que tem como principais características a cor levemente dourada, aroma frutado e marcante, com amargor pouco pronunciado e boa presença e percepção de álcool.

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale catarinense tem espuma esbranquiçada, volumosa e com bolhas, de longevidade bem reduzida. Boa formação de colarinho. Corpo amarelo-escuro, translúcido e de média densidade. Aroma: abacaxi, levedura moderada, cravo - condimentado. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Sabor condimentado. Dulçor de laranja. Saborosa, bem feita, acima do padrão anterior da cervejaria. Paladar: corpo médio-leve, forte carbonatação, textura aguada e final metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 13 no Superviza, em Videira-SC. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 80 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/opa-bier-sga/542641/65483/

terça-feira, 5 de setembro de 2017

OPA BIER IMPERIAL IPA

Descrição comercial

Segundo lendas cervejeiras, o estilo IPA foi criado pelos ingleses para suportar longas viagens entre a Inglaterra e a Índia. Para resistir a travessia, a cerveja recebeu uma dose extra de lúpulo, que possui atividade antioxidante e um percentual mais alto de álcool, que conferiram maior durabilidade à cerveja. A Imperial Ipa Opa Bier é a versão mais potente dos estilos IPA.

Diagnóstico

Esta Imperial IPA catarinense tem espuma imensa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Excelente formação de colarinho. Corpo amarelo-escuro, claro e de média densidade. Aroma: laranja, lúpulo moderado, metálico e pinho. Agradável dulçor de laranja. Lembrança de pinho no paladar. Esconde o álcool. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Pesado amargor, com carbonic bite. Copos recomendados: Shaker e Snifter. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 13 no Superviza, em Videira-SC.

Nota: 65 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/opa-bier-imperial-ipa/542577/65483/

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

OPA BIER 10 ANOS EDIÇÃO ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO

Descrição comercial

Em comemoração aos seus 10 anos de fundação, a Opa Bier lança esse clássico estilo Belga. Maturada em barris de Whiskey, possui coloração dourada e aroma amadeirado com notas de caramelo e amêndoas torradas. Seu sabor destaca notas de especiaria, lúpulo e uma alegre doçura alcoólica.

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale catarinense tem espuma média, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo claro, denso e âmbar-escuro. Aroma: laranja, levedura moderada e álcool. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final moderamente alcoólico. Sabor parecido com o da Opa SGA (uma das próximas cervejas a serem resenhadas neste beerlog), mas mais alcoólica devido à maturação em barril de whiskey. Dulçor de laranja. Amargor residual de casca de laranja. O final alcoólico remete a ardência e ao dulçor do whisky. Muito bem feita. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 13 no Superviza, em Videira-SC.

Nota: 120 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/opa-bier-10-anos-edio-especial-de-aniversrio/542569/65483/

terça-feira, 29 de agosto de 2017

YLLHS YELLOWHOPS PURO MALTE

Diagnóstico

Esta Premium Lager paranaense tem espuma média, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e amarelo. Aroma: lúpulo moderado, cítrico de grapefruit e massa de pão. Sabor inicial: leves dulçor e amargor. Sabor final: leve dulçor; média duração. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico. Amargor herbal e frutado. Maravilhosa surpresa. Altíssimo custo beneficio. Saborosa e altíssima drinkability. Dulçor levemente maltado. Lata de 350ml adquirida por  R$ 3.2 na Valdir Bebidas, em União da Vitória. Copo recomendado: Lager Glass.

Nota: 25 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/yllhs-yellowhops-puro-malte/536853/65483/

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

UNIKA WEST COAST IPA



Descrição comercial

Atual leitura das lupuladas cervejas inglesas. Inspirada nos estilos da costa oeste americana. Clara, com aroma e sabor de frutas tropicais. Amarga e saborosa.

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem corpo claro, denso e amarelo-escuro. Aroma: maracujá, laranja, pêssego e lúpulo moderado, com caráter de frutas tropicais. Sabor inicial: leves amargor e dulçor, comm presença de maracujá e pêssego. Parece ter sido utilizado o mesmo lúpulo (ou lúpulos) das IPA da Linden e Big John, dada a semelhança de sabores. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor. Paladar: forte carbonatação, textura aguada, corpo médio-leve e final metálico. Agradável, com boa drinkability. Equilibrada. Chopp de 300ml degustado no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: Shaker e Tulip. 

Nota: 90 skol ou 3.7/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/unika-ipa-west-coast/534057/65483/

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

LINDEN IPA

Descrição comercial
Lançada em 2016, é a primeira IPA da marca. Sua aparência é cor de mel e turva. O sabor mistura notas de resina, eucalipto, hortelã, abacaxi e maracujá. Já o aroma remete a eucalipto, pinus, abacaxi, pêssego, maracujá e caramelo.

Diagnóstico

Esta IPA catarinense tem espuma pequena, com bolhas e branca. Corpo claro, amarelo-escuro e de média densidade. Aroma: maracujá, lúpulo moderado, caramelo e pêssego. Sabor inicial: moderado dulçor e leve amargor. Sabor final: moderado dulçor e leve amargor; longa duração. O caráter de lúpulo se inclui na categoria de frutas tropicais. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Bem feita, agradável e de boa drinkability. Copos recomendados: Shaker e Tulip.

Nota: 80 skol ou 3.5/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/linden-ipa/534054/65483/

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

LINDEN DUX BOCK

Descrição comercial

Cerveja sazonal de inverno, utilizando candy sugar belga e levedura de mosteiro.

Diagnóstico

Esta Doppelbock catarinense tem espuma pequena, com bolhas e marrom-clara. O corpo é âmbar-escuro, translúcido e de média densidade. Aroma: caramelo, chocolate meio amargo, madeira e resina. Sabor inicial: leve dulçor. Sabor final: moderados amargor e dulçor. Paladar: textura  oleosa, corpo médio, forte carbonatação e final moderadamente alcoólico. Sabor químico. Copos recomendados: Dimpled Mug, Stein e Stem Glass. Chopp de 200ml adquirido por R$ 9 no 1º Winterbierfest.

Nota: 15 skol ou 2.9/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/linden-dux-bock/534053/65483/

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

LINDEN KRAMPUS STRONG GOLDEN ALE

Diagnóstico

Esta Belgian Strong Ale catarinense tem espuma pequena, aerada e branca, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Aroma: maçã, leve malte, canela. Sabor inicial: moderado dulçor, lembrando maçã. Sabor final: moderado dulçor e suave acidez. Parece a SGA da Eisenbahn. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico e moderadamente alcoólico. Chopp de 300ml degustado no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: Trappist Glass, Tulip e Tumbler.

Nota: 90 skol ou 3.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/linden-krampus-strong-golden-ale/534052/65483/

terça-feira, 15 de agosto de 2017

BABEL SUMMER STOUT

Descrição comercial

Medalha de Prata - Concurso Brasileiro de Cervejas 2017 - Melhor Irish Stout produzida no Brasil Coloração preta com reflexos de cor rubi. Espuma bege cremosa. Sabor que lembra café e chocolate meio-amargo. Amargor médio. Ligeiramente cremosa. Uma cerveja refrescante que veio para acabar de vez com a idéia de que cerveja escura não combina com verão.

Diagnóstico

Corpo preto, denso e opaco. Esta Stout gaúcha tem aroma de café, chocolate meio amargo e malte tostado. Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Paladar: textura aguada, corpo médio-leve, forte carbonatação e final metálico. Bem feita, sem falhas. Chopp de 200ml adquirido por cerca de R$ 9 no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copos recomendados: English Pint, Shaker e Snifter.

Nota: 55 skol ou 3.1/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/babel-summer-stout/533840/65483/

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

BABEL CORNUCÓPIA SAISON


Descrição comercial

Saison com pimenta jamaica.

Diagnóstico

Esta Saison gaúcha tem espuma pequena, branca e com bolhas. O corpo é laranja, claro e denso. O aroma tem coentro, laranja, massa de pão, mel e cravo. Sabor inicial: moderado dulçor e leves acidez e amargor. Sabor final: moderado dulçor e leve acidez. Dulçor de banana e laranja. Paladar: corpo médio, textura aguada/oleosa, forte carbonatação e final metálico e levemente alcoólico. Chopp de 300ml adquirido por cerca de R$ 12 no 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC. Copo recomendado: Tulip.

Nota: 60 skol ou 3.3/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/babel-cornucopia-saison/533831/65483/

terça-feira, 8 de agosto de 2017

BLUMENAU CATHARINA SOUR - SUN OF A PEACH

Descrição comercial

Catarinenses de coração, resolvemos homenagear a riqueza do nosso estado com uma cerveja que traz no nome um estilo único, a lembrança do nosso verão que tanto atrai os turistas e o sabor do pêssego. A Catharina Sour – Sun of a Peach é uma soma de tudo o que o nosso estado tem de melhor! Uma cerveja levemente ácida e refrescante. Aroma com um perfume delicado de pêssego. Copo: Copo Catharina Sour Harmonização: Saladas, Frutos do Mar Queijo Brie e Petiscos. Premiação: 2016 Prata – Australian Int’l Beer Awards

Diagnóstico

Esta Sour/Wild Ale catarinense tem espuma pequena, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Moderada formação de colarinho. Corpo amarelo, turvo e denso. Aroma: pêssego, vinagre e massa de pão. Sabor inicial: moderada acidez e suave dulçor (pêssego). Sabor final: suave dulçor e leve acidez. O sabor lembra Keep Cooler. Boa drinkability. Paladar: textura aguada, corpo leve, forte carbonatação e final moderadamente adstringente. Chopp de 300ml adquirido por cerca de R$ 10 no Winterbierfest, em Treze Tílias-SC.

Nota: 35 skol ou 3.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/blumenau-catharina-sour--sun-of-a-peach/533827/65483/