quinta-feira, 20 de julho de 2017

BIG JOHN NEW ENGLAND IPA TRICORN HAT

Diagnóstico

Esta New England IPA de Descanso-SC, feita com 4 lúpulos americanos e um alemão, tem corpo ocre, opaco e denso. Espuma branca, pequena e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Aroma: a mais forte presença de maracujá que já farejei em uma cerveja, pêssego, laranja e leve lúpulo. Sabor inicial: moderado dulçor (lembrando maracujá e pêssego) e leve amargor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Caráter de lúpulo traz pinho e frutas tropicais. Indiscutivelmente uma das melhores IPAs brasileiras. 

Nota: 110 skol ou 4.0/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-new-england-ipa-tricorn-hat/533809/65483/

quarta-feira, 19 de julho de 2017

BIG JOHN BASEBALL CAP AMERICAN IPA

Diagnóstico

Esta American IPA catarinense tem corpo âmbar-claro, ralo e transparente. A espuma é branca, média e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Aroma: maracujá, caramelo, laranja e lúpulo moderado. Sabor inicial: moderado amargor e leve dulçor. Sabor final: moderado amargor e leve dulçor; longa duração. Paladar: forte carbonatação, corpo médio-leve, textura aguada/oleosa e final metálico. Copos recomendados: Shaker e Tulip. Chopp de 200ml cedido para análise pelo beer sommelier da cervejaria Big John, Cristian Cardoso, durante o 1o Winterbierfest, em Treze Tílias-SC.

Nota: 65 skol ou 3.4/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-american-ipa-baseball-cap/533805/65483/

terça-feira, 18 de julho de 2017

BIG JOHN BEARSKIN BELGIAN DUBBEL

Diagnóstico

Esta Abbey Dubbel catarinense tem corpo marrom-escuro, translúcido e de média densidade. Aromoa: malte moderado, melado, cana de açúcar, caramelo, cereja e leve lúpulo. Sabor inicial: leve dulçor e amargor, com suave acidez; longa duração. Sabor de amandita no final. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente alcoólico. Diferente interpretação do estilo. Chopp de 200ml cedido pelo amigo e beer sommelier Cristian Cardoso no 1o Winterbierfestival, em Treze Tílias-SC.

Nota: 40 skol ou 2.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/big-john-belgian-dubbel-bearskin/533796/65483/

quarta-feira, 12 de julho de 2017

ASTRID VERÃO

Diagnóstico

Esta Pale Lager de Rio das Antas-SC, produzido pelo mestre-cervejeiro e amigo Edison Luiz Otto, tem espuma volumosa, branca e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e amarelo-pálido. Aroma: lúpulo moderado (nobre), limão siciliano, levedura moderada, massa de pão e queijo. Sabor inicial: leve acidez. Sabor final: suave dulçor e moderada acidez; curta duração. Paladar: corpo leve, textura seca, forte carbonatação e final metálico e levemente adstringente. Muito refrescante, com alta drinkability. Inicio lembra água tônica. Sabor de lúpulo nobre aparece do meio ao final do gole, equilibrando a adstringência e dando grande caráter a esta surpreendente cerveja, que foi inicialmente criada como uma alternativa refrescante para o verão. Interessante dulçor floral. Em minha opinião, interessante mistura de witbier com pale lager. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 10 na cervejaria Astrid.

Nota: 35 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/astrid-verao/527761/65483/

segunda-feira, 10 de julho de 2017

ASTRID KURBIS

Diagnóstico

Esta Specialty Beer de Rio das Antas-SC, produzida pelo amigo e mestre-cervejeiro Edison Luiz Otto, tem espuma média, com bolhas e branca, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo turvo, denso e âmbar-escuro. Aroma: malte moderado, gengibre, cravo e abóbora (outros ingredientes acrescentados, de acordo com Otto, foram pimenta da jamaica e anis, os quais não consegui farejar). Sabor inicial: moderado dulçor. Sabor final: leves dulçor e amargor; longa duração. Paladar: corpo médio-leve, textura aguada, forte carbonatação e final metálico. Dulçor maltado e lembrando fortemente abóbora, bem como mel. A adição de gengibre lentamente sobrepuja as características anteriores. O conjunto é magistralmente harmonizado por uma leve onda de amargor no final do gole. Belíssima composição. A garrafa de 500ml foi adquirida por R$ 15 na cervejaria Astrid.

Nota: 110 skol ou 3.6/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/astrid-kurbis/527756/65483/

quinta-feira, 6 de julho de 2017

BIRRA BAGGIO PALE ALE

Descrição comercial

A Baggio é uma familia de origem italiana, que trouxe ao Brasil um pouco da tradição culinária daquela país. Seguindo a rigorosa seleção de produtos Baggio, a cerveja Pale Ale foi criada para harmonizar pizzas e massas. É uma cerveja leve, equilibrada e extremamente saborosa. Ingredientes: água, malte e lúpulo. Cerveja de alta fermentação.

Diagnóstico

Esta American Pale Ale paranaense tem espuma imensa, esbranquiçada e com bolhas, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo translúcido, de média densidade e cor âmbar-escuro. Aroma: lúpulo moderado, leve malte, chocolate meio amargo e caramelo. Sabor inicial: leve amargor. Sabor final: leves amargor e dulçor; média duração. Bom equilíbrio. Nenhum sabor distinto, mas sem defeitos. Paladar: corpo médio-leve, forte carbonatação, textura aguada/oleosa e final metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 15 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC.

Nota: 35 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/birra-baggio-pale-ale/527530/65483/

quarta-feira, 5 de julho de 2017

ASTRID WITBIER

Diagnóstico

Esta Witbier, produzida pelo amigo Edison Luiz Otto em Rio das Antas-SC, tem espuma média, branca e com bolhas, de longevidade bem reduzida. Boa formação de colarinho. Corpo claro, borbulhante, ralo e amarelo. Aroma: cítrico de limão, massa de pão, banana, goma de mascar e coentro. Sabor inicial: suave dulçor e leve acidez. Sabor final: moderado dulçor, leve acidez e suave amargor; média duração. Paladar: corpo leve, textura aguada, forte carbonatação e final levemente adstringente. Leve cremosidade, provavelmente oriunda de trigo não maltado. Muito refrescante. Dulçor de goma de mascar, baunilha e banana torna-se um pouco excessivo no final do gole, mas longe de ser enjoativo. Dose certa de acidez no inicio, mas no final poderia balancear melhor o dulçor. Copos recomendados: Weizen e Tumbler. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 12 direto na cervejaria Astrid.

Nota: 50 skol ou 3.2/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/astrid-witbier/527344/65483/

terça-feira, 4 de julho de 2017

BADEN BADEN CHOCOLATE BEER

Descrição comercial

Com aroma de notas adocicadas de baunilha e chocolate, a Baden Baden Chocolate Beer impressiona e esconde seu verdadeiro caráter. Ao sentir o aroma da cerveja, o apreciador irá ansiar pelo doce, mas na boca os amargores característicos de maltes tostados e do lúpulo especiais irão surpreender, fazendo com que sinta mais prazer em degustar o próximo gole. A Baden Baden Chocolate Beer possui teor alcoólico de 6,0% e é ideal para ser consumida em uma temperatura entre 6º e 8º C. A Baden Baden Chocolate Beer harmoniza com sobremesas de chocolate, como brownie, petit gateau e panna cotta de chocolate, sobremesas de frutas, sorvete de creme e tiramisù.

Diagnóstico

Esta Specialty Beer paulista tem espuma volumosa, aerada, cremosa e marrom-clara, de reduzida longevidade. Boa formação de colarinho. Corpo preto com luzes rubi, borbulhante e de média densidade. Aroma: chocolate meio amargo, malte moderado e caramelo. Sabor inicial: leve dulçor suave amargor e suave acidez. Fundo acholatado. Sabor final: leves dulçor e amargor, permeados por suave acidez, que surge como defeito. Paladar: forte carbonatação, corpo médio-leve, textura aguada e final levemente adstringente e metálico. Garrafa de 600ml adquirida por cerca de R$ 19,50 na FF Distribuidora de Bebidas, em Videira-SC. Copos recomendados: Shaker e Tumbler.

Nota: 45 skol ou 2.8/5.0

Leia mais em
https://www.ratebeer.com/beer/baden-baden-chocolate-beer/215620/65483/