domingo, 23 de dezembro de 2007

AECHT SCHLENKERLA RAUCHBIER MÄRZEN


Descrição: Para os que conhecem a Rauchbier da Eisenbahn, essa Smoked alemã é muito mais potente, em todos os aspectos. Seu aroma característico lembra a carne, fumaça e principalmente linguiça, do tipo blumenau. Sua espuma tem aparência inicial cremosa e coloração marrom clara, com pouca longevidade. Seu corpo é claro e sua densidade media, com tonalidade marrom. Ao primeiro gole nota-se um paladar salgado, também de linguiça blumenau. Seu corpo tem textura seca e carbonatação suave, características marcantes das Rauchbiers. O final do gole é marcado por um amargor médio e um toque metálico, sem perdurar muito no paladar, no entanto.

Recomenda-se bebe-la sozinha, sem acompanhamentos. Geralmente não costumo colocar observações aqui, mas, apenas para esclarecimentos, todos os sabores e dados que estou postando nas resenhas são sugeridos em formulários do site www.ratebeer.com. Portanto, nenhum dos sabores, aromas ou outras características foram meramente inventados por mim. Se eu não estudei sobre cerveja, o material que estou usando pra escrever meus diagnósticos foi elaborado por alguém que estudou.

Custo-benefício: adquirida por R$ 10,50 no Armazém Flor da Serra no Mercado Municipal de Curitiba, essa Rauchbier traz uma experiência única ao degustador, que pode conhecer a essência desse tipo de cerveja. Recomendável, mas pode ser meio enjoativa para alguns paladares menos acostumados.

Nota: 173 Skol

Mais informações em http://www.ratebeer.com/Beer/aecht-schlenkerla-rauchbier-m%E4rzen/1269/

6 comentários:

Dr. Beer disse...

Ficar dizendo PARE não acrescenta em nada ao blog. Ou fala alguma coisa produtiva, ou não fala nada. Ou melhor, não leia e não perturbe. Se vai desaprender alguma coisa, então vá ler algo que te acrescente.

Nando disse...

Achei muito boa essa cerveja para o que ela se propõe. Realmente é uma Barbecue Beer, hehehe. Lembrando que eu senti notas de madeira queimada. É uma cerveja especial que exige um paladar mais avançado.

Armando Fontes : : ) disse...

Degustei minha primeira "baconzitos" ano passado, foi uma das cervejas mais surpreendentes do ano.
Tomar Schelenkerla sem acompanhamento é perder todo o potencial gourmet da cerveja
Ela harmoniza demais com queijo provolone e mais fortes. Não perderei a chance de degusta-la com feijão tropeiro ou até mesmo feijão preto bem condimentado.
No vídeo "Cheese Wars" do Garret Oliver ela é apresentada como golpe de misericórdia, na competição
de vinhos X cervejas.
(Esse vídeo está disponível no youtube. Não consegui colar o link aqui.)

Tiago Peczenyj disse...

Cara eu adoro essa cerveja. Ja consegui tomar duas seguidas. Alias quando vc vier ao Rio temos que ir no BeerTaste, "O" lugar de cervejas na Barra.

Dr. Beer disse...

Eu anseio por prova-la novamente, bem como experimentar outros exemplares da mesma cervejaria, que parecem ser bastante promissores. Tenho curiosidade também em saber como seria harmoniza-la com charutos, uma vez que já o fiz com a Rauchbier da Eisenbahn, experiência esta que foi bastante exitosa.
Em relação ao BeerTaste, vi as fotos no teu post da Cantillon, parece ser um lugar espetacular. Olha que vou cobrar essa visita quando for ao Rio, hein?
Aproveitando a deixa, quando vc vier pra União da Vitória-PR, também está convidado pra conhecer a Confraria da Cerveja, local bem simpático e bem munido de rótulos, dado o tamanho aqui da cidade.

Tiago "PacMan" Peczenyj disse...

Achei que vc fosse de Curitiba, deve ser pq só conheço uma cidade do PR. Quanto à visita, veremos a minha próxima ida ao Sul ;-)