sexta-feira, 18 de abril de 2008

OLD ALE


Esse é um estilo simples o suficiente para ser desvendado. De início é bom saber que há três ou quatro diferentes estilos de cerveja chamados Old Ale. O primeiro é o mais conhecido - o forte e escuro estilo Old Peculier. É uma cerveja maltada, entre 6-7%, com coloração marrom escura e notas de melado, toffee e fruta escura. O perfil de lúpulo é mínimo, embora o amargor oscile entre 25 e 32 IBUs (International Bitterness Unit). A segunda Old Ale é epitomizada pela Gale's Prize Old Ale. Essa não é necessariamente mais forte que a outra verão, mas pode ser. É marrom escura, e feita de uma mistura de duas ou mais cervejas. Pelo menos uma das cervejas que irá dentro da mistura será envelhecida por um par de anos em barris de carvalho. Em termos de produção, essa cerveja é relacionada às Flemish Ales e Lambics. Mas, em características, são escuras, frutadas e doces cervejas de distinção. Outros ditames desse tipo de Old Ale são a baixa carbonatação, presença ácida em desenvolvimento e um paladar ligeiramente oleoso. Traços de lúpulo não existem, e notas maltadas indo de uva-passa a açúcar mascavo com elementos de vinho presentes. A terceira versão de Old Ale é intimamente relacionada a primeira. São cervejas robustamente maltadas, semelhantes a Doppelbocks de alta-fermentação. Se diferenciam das English Strong Ale por sua falta de lúpulo ou característica de levedo. O teor alcoólico tende a ser de 6,5% pra cima e o malte predomina do início ao fim. As últimas são cervejas de menor teor alcoólico (entre 4-5%), bem escuras, com sabores maltados - quase uma versão robusta de uma Mild (vista ontem aqui). Estas são encontradas em pequenas quantidades na Inglaterra, às vezes como cervejas sazonais.


O representante do estilo na foto é uma homenagem ao grão-mestre da Confraria do Status (que a considera sua cerveja favorita) , se chama Greene King Strong Suffolk (Olde Suffolk) e pode ser encontrado em http://ratebeer.com/beer/greene-king-strong-suffolk-olde-suffolk/881/


Continua amanhã a subsérie sobre Anglo-American Ales com o subestilo Premium Bitter/ESB. Até lá!


Cheers!


Fonte: ratebeer

2 comentários:

Nando disse...

Essa é a minha cerveja favorita, até hoje não experimentei nada igual. Um sabor forte, marcante, belo corpo e espuma. Pura personalidade. Totalmente recomendada pelo Grão-mestre da Confraria do Status.
Agradeço ao grande amigo Dr-Beer pelo post .

Tiago Peczenyj disse...

A Strong Suffolk possui outro diferencial: metade dela foi envelhecida em barril de carvalho por 2 anos, e a outra metade é cerveja "nova", o que produz um sabor denominado de "complexo" (ela começa com um sabor e termina com outro no mesmo gole).

Eu adorei, apesar de ter provado uma vez só.